CEA Equatorial apresentou o Projeto Rede Limpa em audiência pública e discutiu a infraestrutura da rede elétrica e de telecomunicações no estado do Amapá

O Projeto Rede Limpa iniciou em março de 2024 na região central de Macapá. (Foto: divulgação/ CEA Equatorial)

O Projeto Rede Limpa foi criado para trazer um exemplo de uma rede padrão com revitalização na infraestrutura da rede elétrica e organização dos cabos de operadoras de internet e telefonia em locais estratégicos previamente mapeados, com a intenção de melhorar substancialmente a qualidade dos serviços oferecidos à população.

A primeira ação do projeto ocorreu em março de 2024 na região central de Macapá, na Rua Cândido Mendes, entre as avenidas Padre Júlio e Mendonça Júnior. A ação piloto focou-se na resolução de problemas relacionados a cabeamentos em desuso e organização dos demais cabeamento que utilizam o compartilhamento da infraestrutura os quais, além de causarem poluição visual, representavam riscos à segurança da rede elétrica e da população.

Para remover os cabeamentos, as empresas de telefonia e internet do estado foram convidadas a participar desta ação, uma vez que, no cenário atual, os principais cabos em desuso pertencem a essas empresas.

Foto: Assembleia Legislativa do Amapá.

O projeto foi apresentado em uma audiência pública na última segunda-feira, 17, o encontro contou com a presença de deputados, representantes do Ministério Público e Anatel, representantes das operadoras de telecomunicações, além de membros da comunidade amapaense.

A Deputada Estadual Edna Auzier, que conduziu a audiência pública, elogiou a iniciativa da CEA Equatorial e destacou a importância de projetos que promovem a sustentabilidade e a inovação. Ela reafirmou o compromisso do legislativo em apoiar iniciativas que tragam benefícios para a população e o meio ambiente, anunciando um grupo de trabalho que deverá acompanhar o presente tema.

“Sabemos a importância que a internet traz para nosso dia a dia e a interrupção dela pode atrasar nossos compromissos. Mas precisamos estar cientes de que nossa cidade está poluída visualmente pelos cabos em desuso, eles precisam ser removidos. Existe toda uma regra ambiental e ela precisa ser seguida”, declarou a deputada.

Foto: Assembleia Legislativa do Amapá.

A audiência também proporcionou um espaço para questionamentos e sugestões. Representantes de comunidades expressaram preocupação com o andamento da ação e indagaram se a cidade voltaria a ser visualmente agradável. Ao final da audiência, a CEA Equatorial reforçou seu compromisso com a transparência e a participação da comunidade no desenvolvimento do projeto Rede Limpa.

“Somos coadjuvantes nesta problemática, as principais responsáveis são as empresas de internet e telefonia, estamos empenhados em modernizar e aprimorar continuamente nossa infraestrutura para oferecer uma experiência cada vez melhor aos nossos clientes. Esperamos contar com o apoio das empresas de telefonia e internet para que avancemos no projeto, assim alcançando o resultado esperado para nossa população”, afirmou Marcos Pereira, Assessor de Relações Institucionais da CEA Equatorial.

Comunicação CEA Equatorial

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *