CEU das Artes tem exposição permanente que retrata a fauna e a flora amazônica

arte11

Cinco painéis de madeira em alto relevo e outras 10 reproduções de pinturas de artistas locais compõem os espaços do Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU das Artes), que foi inaugurado nesta segunda-feira, 15. A fauna e a flora amazônica são os temas das obras impressas nas vidraças do prédio e suspensas na fachada. Dez artistas foram responsáveis por pensar o conceito que faz do Centro uma galeria de artes a céu aberto.

Guarás, garças, tucunaré, jacundá e tucano foram os bichos talhados em madeira pelos artesãos Tonny Augusto, Clayton Sérgio e Eliel Agenor. Eles confeccionaram painéis de 1,5 metro de altura e mais de 50 quilos, que estão fixados na fachada do prédio, recepcionando os visitantes. Cada painel rústico foi construído especialmente para o CEU. “Em média é necessário um mês para fazer um painel, mas para a inauguração do CEU trabalhamos incansavelmente por duas semanas, dia e noite. Foi cansativo, trabalhoso, mas valeu à pena. O resultado é visto por todos, a qualquer momento”, fala orgulhoso o artista Eliel Agenor.

Não para por aí, a arte está por todos os lados. Nas paredes de vidro dos prédios, nos espaços onde funciona o Telecentro, a Biblioteca e o Cras, 10 reproduções de pinturas dos artistas M. Silva, Tonny Augusto, Miguel Arcanjo, Josafá Aires, Gibran Santana, Trokkal, Geriel e Cabral dão vida ao lugar. E mais uma vez os quadros registram a fauna, flora e os costumes dos povos ribeirinhos, revelando o meio ambiente como a maior riqueza dos povos da Amazônia amapaense.arte1

“É mais que satisfatório fazer parte deste projeto, pois não envolve só o artista em si, mas toda uma classe, mostrando nosso associativismo, trabalho em coletividade para fomentar a nossa arte. Nossas obras não estão só expostas, elas compõem o espaço. É uma iniciativa digna de aplausos para o poder público”, diz o artesão Tonny Augusto.

O CEU das Artes foi construído em parceria pelo Governo Federal e Prefeitura de Macapá, com emendas do deputado federal Evandro Milhomem e do senador Randolfe Rodrigues, mas o protagonista dessa realização, sem dúvida, é o povo do Amapá, em especial os moradores da zona norte, que ganham uma praça cultural completa.

Rita Torrinha/Asscom PMM

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*