Chamada Escolar de Macapá recebe 16 mil solicitações de vagas para o ano letivo de 2021

O prazo para a Chamada Escolar 2021 encerrou na última sexta-feira (05) e o levantamento da Secretaria Municipal de Educação (Semed) aponta que o sistema recebeu mais de 16 mil solicitações de vagas para os educandários da rede pública de ensino na capital. Ainda não há prazo definido para o início das aulas de 2021.

O processo de chamada teve início no dia 04 de janeiro, com o objetivo de identificar a demanda de estudantes para o ano letivo de 2021. Por ser parte de um conjunto de etapas essenciais do planejamento educacional, a chamada ocorreu em regime de colaboração entre o Estado e o Município de Macapá.

O secretário municipal de Educação, Almiro Abreu, afirma que, após o encerramento do prazo e a coleta dos dados, as equipes técnicas da Semed estão direcionadas no atendimento das demandas identificadas.

“A Chamada Escolar foi realizada via internet e de forma presencial, através do preenchimento de formulários disponíveis nos diversos pontos pela nossa capital. A utilização da tecnologia veio para incluir e facilitar o acesso à vaga na rede municipal de ensino e, agora, nós estamos trabalhando para responder às demandas que surgiram”, explicou o gestor.

Dados

Entre as solicitações, 2.609 são para as creches que atendem crianças de 0 a 3 anos, 5.417 são para os 1º e 2º períodos da pré-escola, para crianças de 4 e 5 anos. Outras 7.172 solicitações são para o 1º ano do Ensino Fundamental, voltado para crianças de seis anos e 1.461 pedidos são para as 1ª e 3ª etapas do Ensino Fundamental na modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA), destinada para estudantes acima de 15 anos de idade.

Os pais ou responsáveis que perderam o prazo e não solicitaram vaga através da Chamada Escolar, podem ir até à escola em que desejam efetuar a matrícula a partir de março. No entanto, o secretário Almiro Abreu afirma que, apesar desses alunos terem garantido o seu direito de acesso à educação, eles podem não encontrar vagas nas unidades escolares desejadas.

“Quem perdeu o prazo da Chamada Escolar preencherá o quadro das vagas remanescentes, que podem ou não ser nas unidades escolares pretendidas inicialmente, mas o acesso à educação está garantido”, destacou o Secretário.

Lázaro Gaya
Secretaria Municipal de Educação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *