Chico Buarque conta como se inspirou para compor “Futuros Amantes”.

futuros_amantes

Suas composições são de tipo de qualidade ímpar no seio da arte brasileira. São inúmeras letras com significados que por vezes transcendem compreensão do homem médio.

Um inusitado começo para quem adentra sobre a obra do poeta, logo enumera as preferidas, porém ao se aprofundar sobre centenas de qualidades compostas pelo artista torna-se quase inútil citar as melhores da cria de Sérgio Buarque de Holanda.

Uma das mais belas do compositor certamente é “Futuros Amantes”. Ele fala sobre a atmosfera da concepção da canção e da letra dessa música em vídeo extraído do especial que ele gravou para a Band, por ocasião do lançamento de Paratodos, em 1993. As imagens também fazem parte do bloco de 12 dvd´s “Chico a série”, lançado anos atrás.

Eu tava mexendo no violão, começando a fazer a melodia, e a primeira imagem que apareceu foi exatamente esta: uma cidade submersa, isolada de tudo. Porque, cantarolando, parecia que a música queria dizer isso. Eu tinha que ir atrás da explicação dessa cidade submersa. Aí eu coloquei os escafandristas, e surgiu a história de um amor adiado, um amor que fica para sempre. Essa ideia do amor como algo que pode ser aproveitado mais tarde, que não se desperdiça. Passa-se o tempo, passam-se milênios, e aquele amor ficará até debaixo d’água. Um amor que vai ser usado por outras pessoas, um amor que não foi utilizado porque não foi correspondido, e então ele fica ímpar, pairando… Esperando que alguém o apanhe e complete a sua função de amor” – Chico Buarque.

Veja vídeo:

Fonte: Diário do Meio do Mundo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.