Chuvas no Amapá devem atingir até 300 milímetros e ultrapassar média prevista para junho

Foto: Maksuel Martins

Os municípios de Macapá, Santana e Mazagão, que compõem a região metropolitana do Amapá, estão entre os que mais serão afetados nas chuvas de junho, com previsão acima da média de 240 milímetros.

É esperado que chova entre 250 a 300 milímetros na parte central do estado que, além das três cidades citadas, tem os municípios de Pedra Branca, Serra do Navio, Porto Grande, Ferreira Gomes, Itaubal, Cutias, e parte de Tartarugalzinho e Pracuúba.

Embora previsão de chuvas acima da média, o mês de junho é um período de declínio das precipitações no Amapá devido a proximidade da estiagem, como explica o meteorologista do Núcleo de Hidrometeorologia e Energias Renováveis (NHMET), Jefferson Vilhena.

Jefferson Vilhena, coordenador do NHMET, em Macapá — Foto: Victor Vidigal/G1

“No mês anterior tivemos chuvas até o dia 20, de lá para cá essas chuvas começaram a diminuir em quantidade. O mês de maio marca o declínio das chuvas para a nossa região, no mês de junho continua decaindo até meados do mês de agosto”, detalhou.

Essa redução nos últimos 11 dias de março, influenciou para que o mês terminasse com uma média dentro dos 361 milímetros esperados. Vilhena informou que as chuvas do mês variaram entre 360 a 400 milímetros, dependendo da localidade.

Ainda de acordo com o NHMET, na segunda-feira (1º) o mês de junho começou com cerca de 20 milímetros de chuvas que atingiram a região metropolitana, áreas de Itaubal, Cutias e comunidades dos arquipélagos do Bailique e Sucuriju.

Fonte: G1 Amapá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *