Cine Mairi estréia com documentário “Terra Deu Terra Come”

Cine Mairi – Foto: Sal Lima.
Neste sábado, 9, o Cine Mairi que funciona na Fortaleza de São José Macapá, dá início a sua nova temporada, tendo como filme de estréia a película “Terra Deu Terra Come”. Ele foi considerado pela crítica brasileira como o melhor documentário brasileiro, com um enredo cheio de encantos e surpreendente. Memória e ficção se misturam, de forma a tecerem uma história fantástica, que retrata um canto metafísico do sertão mineiro. A sessão será às 16h e a entrada é franca.

O Cine Mairi traz 12 novos programas, contendo filmes de comédias, ficção e documentários sobre a política brasileira, futebol e outros gêneros. A exibição será aos sábados, sempre às 16h, sendo um filme por sessão, nas categorias curta, média e longametragem.
O Prisioneiro da Grade de Ferro; Bola na Tela; Comédias Contemporâneas; Bicho de sete cabeças e O profeta das cores; Milagre em Juazeiro e Padre Cícero; Quase dois Irmãos e O prisioneiro; Os xeretas e A lasanha assassina; O Velho – a história de Luiz Carlos Prestes; Programa 99 Curta Criança; Programa 106 Os anos JK – uma trajetória política; Iracema; Uma transa amazônica; Carrego comigo e A pessoa é para o que nasce, são alguns dos filmes a serem exibidos durante a temporada.

A primeira temporada do Cine Mairi foi lançada no dia 12 de março deste ano. De lá para cá já foram exibidos mais de 40 sessões, com a exibição de 33 filmes e um público de 740 espectadores. Uma média de 18,5 espectadores por sessão. Quanto ao público, predominante 62,3% são de todas as idades; 21,31% são adultos e os demais se dividem entre crianças e jovens. O Cine exibe, principalmente, filmes da Programadora Brasil. São catálogos nacionais disponibilizados em pacotes trimestrais.

O coordenador do Cine Mairi, Thiago Cavalcante, acredita que o diferencial da nova temporada é a exibição das sessões no espaço das muralhas da Fortaleza de São José de Macapá. “O Cine Mairi é uma atividade cultural de suma importância para divulgar a produção cinematográfica brasileira. Além disso, desde que foi lançado, tem contribuído consideravelmente com o aumento de visitação da sociedade amapaense e também de turistas à Fortaleza de São José de Macapá. E esse é um dos nossos objetivos: conectar por mais tempo o cidadão ao nosso Patrimônio Histórico, mostrar-lhe o valor desta nossa riqueza, para a memória e a identidade da população amapaense”, destacou Thiago.

Iracilda Tavares
Assessora de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *