‘Cinema pela Verdade’ promove 3ª edição em Macapá


O Festival de Imagem-Movimento (FIM) promove a 3º edição do projeto “Cinema Pela Verdade”. As sessões tem como temática a ditadura militar no Brasil. Os filmes “Reparem bem”, “Ainda existe perseguidos políticos” e “Camponeses do Araguaia”, vão ser exibidos na Universidade Estadual do Amapá (Ueap), Faculdade Seama e no Instituto Federal do Amapá (Ifap) nos dias 26, 27, 28, 29 e 30 de maio. A entrada será franca.

“Repare bem”

O primeiro filme a ser exibido narra a história de Denise Crispim que durante a ditadura militar no Brasil se envolveu com o guerrilheiro Eduardo Leite conhecido como Bacuri. Os pais da menina eram militares. Na relação Denise engravida e sua família é perseguida pelo regime.
Direção: Maria de Medeiros – 1h35min

“Ainda existe perseguidos políticos”

O documentário tem por objetivo fomentar o debate sobre a ausência de uma efetiva transição democrática no Brasil pós ditadura civil-militar implantada no país a partir de 1964.
Direção: Der Coletivo Catarse – 54min.

“Camponeses do Araguaia

São camponeses que narram a amizade com os “Paulistas” (militantes) que participaram da Guerrilha do Araguaia (1972 – 1974). Durante o filme eles revelam atrocidades cometidas pelo exército brasileiro na região no período da ditadura militar.
Direção: Vandré Fernandes – 73 min.

Serviço:

“Repare Bem”

Data: 26 de Maio
Local: Ueap
Hora: 15h

Data: 27 de Maio
Local: Seama
Hora: 18h

Data: 29 de Maio
Local: Ifap
Hora: 17h30

“Ainda existe perseguidos políticos”

Data: 26 de Maio
Local: Seama
Hora: 18h

Data: 27 de Maio
Local: Ueap
Hora: 15h

Data: 30 de Maio
Local: Ifap
Hora: 17h30

“Camponeses do Araguaia”

Data: 28 de Maio
Local: Ueap
Hora: 15h

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *