Clécio anuncia novo domicílio para a pré-campanha e vai de mala e cuia para a histórica Mazagão

Por Cléber Barbosa

O pré-candidato a governador do Amapá Clécio Luís (SOLIDARIEDADE/AP) anunciou no sábado (9) que já tem um novo destino para o projeto “Pelo Amapá Inteiro”. Ele vai morar em Mazagão, município na região metropolitana de Macapá e que devido às novas possibilidades de acesso vai permitir também cumprir as agendas mais pesadas na capital e em Santana.

Falando ao Diário do Amapá, ele disse que a decisão foi assertada e sua avaliação é muito boa em relação ao projeto. “Eu sempre percorri o estado, conheço praticamente todo o interior, isso desde muito cedo, como geógrafo, como secretário de educação do estado, enfim, todos sabem, mas como fiquei praticamente na exclusividade do tempo de prefeito em Macapá precisava dessa imersão, aprofundar o nosso conhecimento e saber das necessidades da nossa população”, disse.

Clécio iniciou o projeto da pré-campanha indo morar no segundo maior contingente populacional, o município de Santana, em 2021. Morou na cidade portuária por três meses. Ele costumava postar em suas redes sociais imagens realizando reuniões com os mais diversos segmentos, mas também fazendo coisas simples do cotidiano de qualquer pessoa, como indo a uma padaria ou uma feira popular.

Depois passou outros três meses na região do Vale do Jari, que compreende os municípios de Laranjal do Jari e Vitória do Jari, extremo sul do Amapá e na divisa com o estado do Pará. De lá, mais um mês em Calçoene e outros três em Oiapoque – a última estada do projeto.

O pré-candidato disse que agora que as convenções já se aproximam, o tempo está mais escasso para as atividades mais rotineiras, porém está confiante de que tudo o que está colhendo de informações dará ao projeto de governo que pretende apresentar ao eleitor na campanha algo muito mais próximo da realidade. “Tem sido muito importante para nós todos da equipe compreendermos os problemas, diagnosticar e tratar as vocações, os potenciais de cada lugar desse”, concluiu.

Fonte: Diário do Amapá

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.