Clube de Cinema apresenta: À procura de Sugar Man


Em julho, o Clube de Cinema retorna em novo horário, às 19h, e com duas sessões dedicadas à música. Dia 05, será exibido “À procura de Sugar Man”, de 2012, um dos documentários musicais mais interessantes e surpreendentes lançados nos últimos anos. Dirigido pelo sueco Malik Bendjelloul, o filme conta a história de Jesus Sixto Rodriguez, um cantor folk que surgiu nos anos 1960, em Detroit, nos Estados Unidos, mas que desapareceu de cena de forma misteriosa. 

Comparado por alguns a Bob Dylan, Rodriguez lançou dois discos no início dos anos 1970, que foram fracassos de vendas nos Estados Unidos. Porém, sem que o cantor soubesse, seus discos chegaram à África do Sul, onde entraram na programação de uma rádio local e fizeram enorme sucesso com o público. 

Rodriguez tornou-se um ídolo e uma lenda naquele país, onde suas canções de protesto encontraram muitos fãs durante o período de segregação racial do apartheid. Entre os fãs, estavam dois jovens que quase 30 anos depois seriam os responsáveis pela investigação para tentar descobrir o destino do músico. À procura de Sugar Man torna-se a mistura de uma comovente e muitas vezes cruel biografia com filme policial. 

O documentário exibe as poucas imagens de arquivo de Rodriguez e entrevista pessoas que trabalharam com ele nos anos 60 e 70. Paralelamente, o diretor conta como Sixto Rodrigues tornou-se, sem saber, um astro tão popular quanto Elvis e os Rolling Stones na África do Sul. 

Bendjelloul entrevista radialistas, músicos e militantes que foram influenciados por Rodriguez no movimento anti-apartheid e com fãs que adoravam o músico, mas simplesmente não sabiam nada sobre ele. Tudo que envolvia Jesus Sixto Rodriguez era cercado de mistério. As únicas fotos eram as das capas dos discos, não havia entrevistas ou informações sobre ele. 

Os boatos eram muitos: Rodriguez teria sido um radical, que foi preso e morreu na cadeia; teria cometido suicídio no palco, botando fogo no próprio corpo; teria se matado com um tiro na cabeça…O mistério só fez a lenda de Rodriguez crescer na África do Sul. Ele tornou-se um símbolo na luta contra o apartheid, e suas letras eram cantadas em manifestações. 

Com sua trilha sonora excelente, À procura de Sugar Man resgata a história insólita de um artista e ser humano genial, funcionando como pano de fundo para questionamentos sobre a fama, a indústria musical e o poder transformador da música além de qualquer fronteira. 

Vai lá: 

Clube de Cinema apresenta: À procura de Sugar Man
Quando: 05/07/14
Onde: Espaço Caos – arte e cultura
Horário: 19h
Entrada franca 
Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*