Coletivo AP Quadrinhos Estreia com Brilho no Palco Internacional do FIQ em Belo Horizonte

Por Silvio Neto

O cenário dos quadrinhos brasileiros está prestes a ganhar um novo protagonista com a estreia do Coletivo AP Quadrinhos no prestigiado Festival Internacional de Quadrinhos de Belo Horizonte. Com uma trajetória de mais de uma década dedicada à produção e divulgação da arte sequencial no Amapá, o coletivo foi selecionado para participar do evento pela primeira vez, trazendo consigo uma carga de talento e criatividade que promete encantar o público presente.

Formado por 15 artistas engajados, o Coletivo AP Quadrinhos tem conquistado tanto o público quanto a crítica com obras que vão além do convencional, explorando narrativas que cativam os corações dos amantes da nona arte. Entre seus trabalhos mais celebrados, destacam-se a envolvente Exposição “Barbies Tucuju”, fruto de uma colaboração com um cinema de um shopping de Macapá; a instigante mostra “Educação para Jovens e Adultos”, realizada sob convite do IFAP; a revista em quadrinhos “Causos do Meio do Mundo: Sonhos”, cuja primeira tiragem esgotou em tempo recorde, e a coleção de fanzines “Lendas Amazônicas”.

Além de sua expressão artística, o coletivo também se destaca pela promoção de oficinas e palestras, abordando desde questões ambientais até técnicas de produção de quadrinhos, contribuindo assim para enriquecer o panorama cultural local.

Uma das marcas registradas do Coletivo AP Quadrinhos é sua habilidade em retratar a realidade amazônica e amapaense de forma autêntica, escapando dos estereótipos que muitas vezes limitam a região à sua fauna e flora. Em suas obras, o Amapá é apresentado sob diferentes perspectivas, explorando gêneros como terror, ficção científica e mangá, demonstrando assim a diversidade cultural e criativa da região.

Além do Coletivo AP Quadrinhos, outros talentosos artistas amapaenses foram selecionados para participar do Festival Internacional de Quadrinhos, incluindo nomes como Aynan del Tetto, Natália Muniz e Thai Rodrigues. Esta será a primeira vez que o Amapá será representado no evento, que é considerado o mais importante do gênero no Brasil e um dos maiores do mundo em termos de público.

O Festival Internacional de Quadrinhos, organizado a cada dois anos pela prefeitura de Belo Horizonte, chega à sua 12ª edição celebrando um quarto de século de existência, prometendo cinco dias repletos de celebração da arte sequencial. O evento está programado para ocorrer entre os dias 22 e 26 de maio, reunindo artistas, escritores, editores e entusiastas de quadrinhos de todo o mundo.

Fonte: O Zezeu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *