Com apoio da Secult, projeto fomenta empreendedorismo de festas juninas durante pandemia

O Projeto Tradição em Ação realizou nos dias 6, 7 e 8 de maio, oficinas que fomentaram práticas empreendedoras para o público que trabalha com festas juninas durante a pandemia. As atividades aconteceram de forma presencial e foram realizadas pelo Grupo de Aproveitamento Folclórico e Cultural Tradição Junina, com apoio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult) do Amapá, por meio da Lei Aldir Blanc.

O objetivo das oficinas foi oferecer mecanismos que despertem a vontade de empreender e garantir uma renda extra, além de qualificar os profissionais que formam o movimento junino do estado. Na programação, que contou com mais 20 alunos, foram oferecidas três formações: corte e costura, confecção de adereços e noções criação de danças parafolclóricas.

Durante a programação, todos os cuidados sanitários contra a Covid-19 foram tomados, como o uso de máscara e álcool em gel. A oficina de corte e costura foi realizado no dia 6 e 7, enquanto a oficina de adereços ocorreu no dia 8, mesma data da realização da oficina de danças parafolclóricas.

O Grupo realizou a culminância de entrega de certificados aos participantes, monitores e parceiros do Projeto Tradição em Ação. O evento contou com a participação do representante Secult, Jorge Figueiredo, e da conselheira de cultura, representante da sociedade civil pelo segmento da dança, Cleide Façanha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *