Com cantos e ritmo de atabaques matrizes africanas se apresentam no Bioparque da Amazônia

Na quinta-feira (20), começou de maneira diferente no Bioparque da Amazônia, foi o encontro de várias representações das comunidades de matrizes africanas que aconteceu em clima de festa e cortejo. O evento promovido pela Prefeitura de Macapá contou com apresentações culturais em homenagem aos Orixás. A programação também integra as atividades do Macapá Verão 2023.

O Babalorixá Reginaldo Santos, disse que o evento é considerado uma manifestação cultural. “As matrizes africanas são consideradas a essência de onde tudo começou. Esse é o nosso grito de liberdade, pois antigamente éramos oprimidos e hoje, graças a nossa luta, conquistamos o nosso espaço em uma sociedade que ainda precisa se libertar de preconceitos” ressaltou Reginaldo.

O evento também contou com exposição de obras que retratam a cultura afro-brasileira.

Para Claudete Nascimento, artista plástica há quase 30 anos, a exposição também é uma oportunidade única para os visitantes se confrontarem com a realidade negra e refletirem sobre o papel da arte. “Pude mostrar um pouco de minhas obras, com isso, espero que a exposição ajude a sensibilizar as pessoas para o importante papel desempenhado pelo artista dentro das manifestações culturais”, afirma a artista.

Valorizando as atividades dessas comunidades tradicionais, participaram da programação, os babalorixás: Tojalonã, Ewê Coletivo de Artistas de Terreiro, Pai Rogério de Ogum, Reginaldo Santos Da Silva, Pai Carlos Manezinho, Daiana Roneli dos Santos, Augusto Pereira, Congá São Jorge, Elias Santos, Pai Salvino, Claudete Nascimento e Andreia Tayane.

Secretaria Municipal de Comunicação Social

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *