Com o perdão do trocadilho, em Deus boto fé! – Crônica de Elton Tavares

Sabem, não sou religioso e muito menos frequento templos. Mas sinto a presença de Deus o tempo todo, sobretudo no amor e carinho da minha família e amigos. Afinal, ELE é amor. Meu saudoso pai dizia que “se você não puder ajudar alguém, não o atrapalhe”. Sigo isso à risca. E ajudo sempre que posso, sejam desconhecidos ou conhecidos. Acredito Nele sem perder a fé, o que também boto fé (com o perdão do trocadilho) que isso resulta nas bênçãos que são dadas a mim e aos meus.

Sei que a vida é feita de vitórias e derrotas que quase sempre dependem de nós mesmos, mas que ELE dá uma força, ah isso dá. Também acredito no livre arbítrio, uma licença pra gente fazer merda e arcar com as consequências. Porém, mesmo após fazermos cagada, a aliança com Deus também ajuda, pois a força que rege tudo sempre tende a favorecer quem é bom ou pelo menos tenta ser bom.

Não rezo para santos ou outros interlocutores. Minha aliança é direta com ELE. Quase nunca faço promessas a Deus, mas costumo cumprir os poucos acordos com o Criador. E temos um tratado fixo e simples: eu trabalho e tento não fazer mal a ninguém e ELE me livra de quem quer me ferrar por aqui.

Todo acontecimento bom é uma benção, sejam elas grandes ou pequenas. E esses milagres do cotidiano são sempre comemorados por este jornalista. O escritor Rubem Alves disse uma vez que, quem benze ou bem diz, é feiticeiro ou mágico. Esse “encantamento”, sempre invocado com as mágicas palavras “amém”, “que assim seja” ou simplesmente “se Deus quiser” costuma funcionar. Sim, vibrar positivamente ajuda na bênção.

Agradeço também aos familiares e amigos que rezam, torcem ou, de alguma forma, emanam boas energias. E no final das contas, Ele é bom o tempo todo e só tenho a agradecer por ser abençoado. Com o perdão do trocadilho, Deus boto fé! Valeu, God! Boa semana pra todos nós!

Elton Tavares

*Do livro “Papos de Rocha e outras crônicas no meio do mundo”, de minha autoria, lançado no dia 22 de novembro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *