Com o tema “Bandas de Música, Sonora Brasil Sesc chega em Macapá

Macapá recebe no período de 17 a 20 de junho, mas uma edição do projeto Sonora Brasil que este ano trás para a região norte o tema “Bandas: Formações e Repertórios”. O projeto promovido pelo Sistema Fecomércio, por meio do Sesc Amapá, visa fomentar as mais diversas expressões musicais pouco difundidas que integram o amplo cenário musical brasileiro.

Tradicionais em todo o Brasil, as bandas têm origem no meio militar e são reconhecidas como importantes instituições formadoras de músicos, responsáveis pela base da educação musical de um grande número de instrumentistas que hoje integram orquestras e conjuntos de câmara. O projeto visa traçar um panorama desses grupos, por isso traz conjuntos de diferentes regiões do Brasil, recuperando repertórios originais, históricos ou recentemente compostos.

Quatro apresentações gratuitas vão compor a programação no Estado com os grupos: Corporação Musical CEMADIPE (GO), Sociedade Musical União Josefense (SC), Banda Manauense (AM) e o Quinteto de Metais da UFBA (BA). Ainda será realizado um intercâmbio cultural entre os grupos do Sonora Brasil e grupos locais.

Consagrado como o maior projeto de circulação musical do país, a cada biênio o projeto Sonora Brasil aborda dois novos temas. A seleção dos grupos e a definição das temáticas é feita por uma curadoria nacional, formada por profissionais do Sesc de todo o país e a proposta é sempre despertar um olhar crítico sobre a produção e sobre os mecanismos de difusão de música no país. A ação possibilita às populações o contato com a diversidade da música brasileira e contribui para o conjunto de ações desenvolvidas pelo Sesc, visando à formação de plateia.

Sobre as Bandas: Formações e Repertórios

Corporação Musical CEMADIPE (GO)

É uma banda formada por jovens de Aparecida de Goiânia, grupo criado em 2005, ocorreu como uma proposta de educação musical baseada em referências comumente encontradas em cidades do interior do Brasil. No caso deste grupo é realizado um trabalho bastante sistematizado e embasado teoricamente pelo fato de ter à frente um maestro/professor com formação acadêmica.

A banda tem origem no Centro de Educação Infantil Marista Divino Pai Eterno- Cemadipe, que desde 2001, atua com projetos de cunho social. A proposta abarca cerca de 80 jovens que são organizados por níveis de rendimento.

O grupo é formado por Bruno Bernardes (Trompete), Hyago Tocach (Trompete), Ismael Trindade (Trompete), Lourrainy Cabral (Trompete), Jordânia Silva (Trompa), David Souza (Trombone), Alinne Sousa (Flugelhorn), Amanda Batista (Flugelhorn), Wellington Lemos (Eufônio), Cailton Silva (Tuba), Bruno Augusto (Percussão), Mauricio Silva (Percussão), Rivenilson Silva (Percussão), Matheus Cardoso (Percussão), e regido pelo maestro Rogério Francisco.

Sociedade Musical União Josefense (SC)

Fundada em 1876, a partir da fusão de três antigas bandas, a União Josefense é uma das mais antigas do estado de Santa Catarina e está sediada na cidade de São José, na Grande Florianópolis. Formada por 28 músicos, desenvolve repertório variados, transitado por arranjos e adaptações de músicas popular e erudita, mas domina repertórios tradicionais que envolvem marchas, hinos, dobrados e músicas ligadas a festividades religiosas.

Em março de 2016 a instituição recebeu o título de Patrimônio Cultural Imaterial de São José.

O grupo é formado por Fábio Agostini Mello (flauta, flautim, saxofone soprano e tenor), Ney Platt (flauta, saxofone alto e tenor), Braion Johnny Zabel ( clarinete, sax alto), Rui Gilvano Da Silva (clarinete), Jean Carlos da Silva Rodrigues (trompete), João Paulo Trierwaller (trompete), Carlos Felipe Andrade Schmidt (bombardino e trombone), João Geraldo Salvador Filho (tuba), Artur José Fernandes (trombone), Jean Leiria (percussão) e Cristiano Canabarro Forte (percussão) sob a condução do regente Jean Gonçalves (clarinete e regência).

Banda Manauense (AM)

Grupo formado por músicos da cidade de Manaus, capital do estado do Amazonas. A sonoridade do grupo e o repertório fazem referência aos antigos ranchos carnavalescos que precederam os blocos de carnaval e as escolas de samba no carnaval carioca, dos quais Ameno Resedá é o mais lembrado hoje.

O projeto Sonora Brasil, inclui a Banda Manauense em sua circulação com o propósito de trazer ao público um recorte muito especifico derivado das bandas tradicionais de origem militar. Essas formações, de um modo geral, contavam com a participação de músicos oriundos dessas bandas e os repertórios ganharam contornos próprios à formação e ao contexto social no qual os grupos estavam inseridos.

O grupo é formado pelos músicos Cláudio Abrantes (flauta), Jonaci Barros (saxofone), Vadin Ivanov (clarinete), Rodrigo Nunes (bombardino), Paulo Dias (trompete), Carlos Alexandre (sousafone), Ronalto Alves “Chinna” (percussão) e Neto Armstrong (banjo).

Quinteto de Metais da UFBA (BA)

O quinteto de metais tradicional é um conjunto de câmara formado por dois trompetes, uma trompa, um trombone e uma tuba, instrumentos que integram o naipe de metais das orquestras sinfônicas. Ele não teve a consagração alcançada pelo quarteto de cordas, e sua existência remonta a um período mais recente na história da música, seguramente não mais de 150 anos. Mas, ainda assim, é um dos conjuntos de câmara mais tradicionais no campo da música de concerto.

O grupo é formado pelos músicos Heinz Schwebel (trompete), Joatan Nascimento (trompete), Lélio Alves (trombone), Celso Benedito (trompa) e Renato Pinto (tuba), todos os professores da Universidade Federal da Bahia – UFBA.

Todas as apresentações serão gratuitas. Veja a programação completa:

Dia 17 de Junho – 10h

Corporação Musical CEMADIPE (GO) e banda de música do Corpo de Bombeiros Militar do Amapá.

Local: Sesc Araxá – Espaço Recreativo – Rua Jovino Dinoa 4311 – Beirol

Dia 18 de Junho – 18h

Sociedade Musical União Josefense (SC) e Orquestra Filarmônica Evangelista Manancial (AP)

Local: Escola Estadual Professora Risalva Freitas do Amaral – Av Cecília Vicente da Paixão, nº 10 – Pantanal

Dia 19 de Junho – 19h

Banda Manauense (AM) e Banda Amazon (AP)

Local: Auditório da Universidade Estadual do Amapá (UEAP) – Av. Pres. Vargas, 650 – Centro.

Dia 20 de Junho – 19h

Quinteto de Metais da UFBA (BA) e Quarteto de Trompetes (AP)

Local: Escola Sesc – Rua Jovino Dinoa 4311 – Beirol

Serviço:

Sesc Araxá
Rua Jovino Dinoa, 4311 – Beirol – Macapá/AP
Coordenadoria de Cultura
Fone: (96) 3241-2220 (Ramal – 239)
Coordenadoria de Comunicação e Marketing
Email: [email protected]
Fone: (96) 3241-4440 (Ramal – 235)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *