Com propósito de vencer, jovem casal empreendedor abre próprio negócio sem dinheiro e muita força de vontade

Ter o próprio negócio é o sonho de muitos, mas poucos arregaçam as mangas e vão à luta. Um exemplo de empreendedorismo é do jovem casal de namorados amapaense Paulo Vinicius Braga e Ana Carla Santana, de 21 e 19 anos, respectivamente.

Quando tinha somente 6 anos, Ana Carla e sua irmã Ana Beatriz tiveram seu primeiro empreendimento. Elas produziam pulseirinhas de miçanga e vendiam numa banquinha em frente à casa onde moram. Mais tarde, com 10 anos, decidiu fazer chopp (em alguns locais é chamado de “sacolé” ou “din-dim”, mas aqui no Amapá é sorvete de suco em saquinho) para vender. Ela não parou mais, seguiu no batalho, vendeu ovos de páscoa, trufas, bolo no pote, sobremesas, tudo feito por ela e sempre com o apoio da mãe e irmã, que é designer e fez a logomarca do que é hoje a @doceamor (segue lá no Instagram).

Os caminhos desses jovens empreendedores se cruzaram há um ano e 10 meses e Paulo, que era motoboy, começou a fazer a entrega dos produtos de sua agora namorada, Ana Carla. Aliás, ele, com 19 anos e somente R$ 100,00 no Bolso, Paulo Vinícius criou uma loja online. O ano era 2018 e ele comprou um estoque (mais do que reduzido) de três camisas para revender. Antes disso, trabalhou por três anos como entregador de uma empresa de Fast food.

Chegou a Pandemia e ficou complicado para comprar material para os produtos que Ana Carla faz.

Eles pegaram o pouco recurso que tinham e compraram algumas peças de roupa. Conseguiram vender tudo e foram renovando o estoque.

Aí veio o grande desafio, decidiram abrir um espaço físico pras duas lojas. A dele de roupa masculina (@streetstylestore__ ) e a dela roupa feminina (@ac_boutiquee_ ). Sigam ambas no Instagram. Eles meteram as mãos na massa. Usaram caixotes, reaproveitam materiais, fizeram os próprios móveis e reformaram um espaço na casa da Carla, mãe de Carla, que sempre manteve o apoio ao casal. Um tio, de nome César e a irmã Beatriz também deram uma força.

Com dificuldades, muito aprendizado, certeza do potencial e força de vontade, o casal segue com as duas lojas. Já deu certo e pelo andar da carruagem, os dois jovens vão longe. Tá aí um exemplo de empreendedorismo, lição de vida de pessoas com pouca idade, muita visão e juízo. Além de coragem e perseverança.

“É emocionante ver o negócio ir pra frente, crescer. Estamos muito animados!”, disse Carla com um sorriso no rosto e um longo futuro pela frente.

Meus parabéns ao dois e à família, pelo apoio.

Elton Tavares, com informações (quase todo o texto) da mãe e irmã de Ana Carla, minhas amigas Carla e Bia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *