Com veto de Bolsonaro Amapá perde mais de R$ 360 milhões – Égua-moleque-tu-é-doido!

Ontem (03), o presidente Jair Bolsonaro sancionou uma lei que extingue um fundo administrado pelo BC, com veto ao repasse dos recursos disponíveis, o montante de R$ 8,6 bilhões que seria destinado aos estados e municípios.

Os recursos seriam distribuídos na proporção de 50% para estados e 50% para os municípios, de acordo com regras estipuladas pelo Poder Executivo, que deveria considerar, ainda que não exclusivamente, o número de casos observados de Covid-19 em cada ente da Federação.

Num cálculo aproximado, caso fosse adotado o critério de distribuição do Fundo de Participação dos Estados mais a taxa de incidência da Covid-19, o valor que o Amapá deixa de receber seria superior a R$362 milhões que poderiam ser usados no enfrentamento do coronavírus no Estado que é o primeiro em incidência da doença, com mais de 11 mil casos e 227 óbitos confirmados. Isso sem levar em consideração os recursos que viriam para os municípios.

O senador Randolfe Rodrigues (REDE-AP) fez a defesa do recurso muito importante para apoiar os Estados. “O Governo Federal tem sido omisso no apoio aos Estados e municípios, que é onde o coronavírus é agressivo”, explicou.

Assessoria de comunicação do senador Randolfe Rodrigues

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *