Combate ao Assédio Moral e Sexual: Núcleo de Justiça Restaurativa promove círculo de construção de paz na Comarca de Laranjal do Jari

Com o propósito de fortalecer o enfrentamento ao assédio moral e sexual, o titular da 1ª Vara de Competência Geral e Tribunal do Júri da Comarca de Laranjal do Jari, juiz Antônio Menezes, convidou facilitadores do Núcleo Permanente de Justiça Restaurativa (NUPEJURE) do Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP) para trabalhar os temas juntos às servidoras e servidores do Poder Judiciário na cidade. Na quarta-feira (3), no Fórum do Município, o magistrado e 25 pessoas, entre serventuárias e serventuários, colaboradores e colaboradoras terceirizados da Unidade participaram de um círculo restaurativo, realizado por profissionais do NUPEJURE.

O círculo de construção de paz com o tema enfrentamento ao assédio moral e sexual foi realizado durante 4 horas. Ângela Martins e Newton Cruz conversaram com a equipe, esclareceram dúvidas e dialogaram sobre como proceder nestes casos.

“Somos todos construtores de toda essa política de Justiça Restaurativa. A atividade foi produtiva e os colegas da Comarca gostaram de participar. E nós, facilitadores, ficamos felizes em termos a oportunidade de realizar este circulo em Laranjal do Jari. Agradecemos o convite do juiz Antônio Menezes”, comentou Ângela Martins.

De acordo com o juiz Antônio Menezes, que participou de toda a atividade, a iniciativa é essencial para fomentar a cultura da paz, promoção do diálogo e busca por soluções pacíficas dentro do ambiente profissional.

“Escutamos as servidoras e servidores, fizemos sugestões de tratamento, com soluções para ajuda. Todos os participantes gostaram do Círculo. Este tipo de acompanhamento e orientação feito pela equipe do NUPEJURE é fundamental, pois com essa ajuda especializada, conseguimos trabalhar o emocional de nossas servidoras e servidores e assim poder prestar um serviço ainda melhor para a população“, detalhou o magistrado.

Mais sobre o NUPEJURE

Com o propósito de fomentar a cultura de paz, o NUPEJURE, criado em 2020, desempenha um papel fundamental na orientação das ações dos Centros de Justiça Restaurativa (Cejure’s) das unidades judiciárias do Amapá. O Núcleo alcançou importantes avanços na implementação de programas e iniciativas que visam promover a cultura de paz e a restauração de vínculos na sociedade. A unidade especializada do Poder Judiciário tem como coordenadora a titular da Vara da Infância e Juventude de Santana, juíza Larissa Antunes.

Os encontros são conduzidos pelos facilitadores e abordam temáticas como união, comunicação não violenta e como lidar com assuntos difíceis, com o principal objetivo de promover um maior diálogo e resolução de conflitos dentro da convivência familiar dos participantes.

– Macapá, 04 de julho de 2024 –

Secretaria de Comunicação do TJAP
Texto: Elton Tavares
Central de Atendimento ao Público do TJAP: (96) 3312.3800

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *