Comitiva do TJAP visita Aldeia do Manga e participa de reunião dos Povos Originários, em Oiapoque

O presidente do Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP), desembargador Adão Carvalho, acompanhado pela juíza auxiliar da presidência Marina Lustosa, da titular da 2ª Vara de Oiapoque, juíza Simone Moraes e o secretário-geral Veridiano Colares, visitaram a Aldeia do Manga, localizada a cerca de 15km da cidade de Oiapoque, localizada no extremo norte do Estado. A visitas, ocorreram na sexta-feira (5) e sábado (6). Na comunidade residem cerca de 1.240 indígenas da etnia Karipuna. A iniciativa faz parte da gestão inclusiva do TJAP em relação aos povos originários.

A comitiva, que foi recebida na manhã de sexta-feira pelo cacique José Elito Santos e pelo vice-cacique Wagner Karipuna, objetivo dialogar com os chefes da aldeia, promover uma escuta ativa e fazer o convite para participarem da audiência pública que o TJAP realizou no município de Oiapoque na tarde do dia 5 de abril.

Já no sábado, também pela manhã, a comitiva do TJAP voltou à Aldeia do Manga e participou de uma Reunião Geral promovida pelos povos originários da região. O encontro, que acontece mensalmente, visou alinhas ações internas e assuntos de interesse comum dos indígenas que residem no local.

Na oportunidade, o chefe do Judiciário Amapaense reafirmou seu compromisso em trabalhar para assegurar os direitos dos povos originários.

“Comecei a minha carreira no município de Oiapoque, onde conheci várias aldeias. É nosso dever e obrigação enquanto Judiciário trabalhar para assegurar os direitos dos povos originários, eles que possuem tanta contribuição histórica e cultural no nosso Estado. Por isso, sempre que possível, estamos com comitivas nas aldeias, com ações e escutas de demandas, para aproximar cada vez mais o Judiciário de suas realidades”, pontuou o presidente Adão Carvalho.

Por sua vez, o cacique da Aldeia do Manga agradeceu as visitas e a participação do TJAP na reunião geral da comunidade indígena.

“Este foi um momento importante para a Aldeia do Manga, pois nossa comunidade teve a oportunidade de pontuar diversos temas e pedir o apoio do TJAP para essas demandas. Agradecemos ao Poder Judiciário, na pessoa do desembargador-presidente, Adão Carvalho por vir até aqui e nos ouvir. A luta pela causa indígena é constante e estamos gratos por esse suporte”, destacou o cacique José Elito Santos.

Macapá, 08 de abril de 2024
Secretaria de Comunicação do TJAP
Texto: Elton Tavares
Fotos: Serginho Silva
Central de Atendimento ao Público do TJAP: (96) 3312.3800

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *