Comunidade comemora dia estadual dos cultos afro-religiosos no Amapá


A Associação Beneficente do Ylê da Oxum Apará (Abyoa) em parceria com entidades religiosas amapaenses está organizando três dias de programações com alvorada de tambores, mesas redondas e rituais de candomblé, para comemorar o dia estadual dos cultos afro-religiosos, celebrado em 8 de maio.

As atividades vão acontecer nos dias 8, 9 e 10 de maio, no auditório da Universidade Federal do Amapá (Unifap) e sede social da Associação Beneficente Abyoa, onde haverá ritos religiosos.

As comunidades afrodescendentes do Amapá escolheram o dia 8 de maio como o dia estadual dos cultos afro-religiosos, em alusão à Dulce Costa Moreira, a “Mãe Dulce”, uma das pessoas mais influentes da cultura afro-religiosa no Amapá. Ela teria tocado pela primeira vez o Tambor da Mina no estado no dia 8 de maio de 1962.

Programação:

8 de maio
‘Alvorada dos Tambores e Rufar dos Tambores’
Hora: 6h
Café da Manhã
Hora: 9h
Rito religioso: Tambor de Mina
Hora: 20h
Local: Associação Beneficente do Ylê da Oxum Apará, bairro Pedrinhas, Zona Sul de Macapá

9 de maio
Mesa Redonda 1: ‘Diálogos Negros’
Hora: 9h20
Mesa Redonda 2: ‘Diálogos Negros’
Hora: 14h30
Local: Auditório da Unifap, Rodovia JK
10 de maio
Rituais do Candomblé
Hora: 18h
Apresentação de comuidades de marabaixo, batuque, sahiré e tambor de crioula
Hora: 20h
Local: Associação Beneficente do Ylê da Oxum Apará, bairro Pedrinhas, Zona Sul de Macapá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *