Comunidades ribeirinhas recebem frente de controle e combate à malária

Dando continuidade às ações de combate à malária, a equipe da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) iniciou nesta sexta-feira, 8, o trabalho de controle da malária nas comunidades localizadas às margens do rio Pedreira. A medida é para detectar possíveis casos e trabalhar na eliminação do mosquito e terá duração de vinte dias.

O trabalho resulta no reconhecimento das áreas de risco, ações educativas de orientação aos moradores, visitas domiciliares, borrifação intradomiciliar, realização do exame e notificação. A atividade percorrerá 30 localidades, entre elas as comunidades do Curiaú Mirim, Curiaú Grande, Pirativa, Cedro, Pescada, Fugido Pequeno, Fugido Grande, Cacau, Manoel José, Caparatuba, Aquariquara, Ilha da Croa da Pedreira e Igarapé Amazonas.

Os trabalhos de borrifação intradomiciliar nas áreas são feitos em três ciclos anuais, a cada quatro meses, para a eliminação do mosquito. “As atividades seguem um cronograma estabelecido pela coordenação de acordo com cada área a ser trabalhada. Para o segundo semestre, focaremos nas ações, principalmente, nos distritos, onde ainda são mais frequentes os casos da doença”, informa o coordenador do Programa Municipal de Combate à Malária, Jailson Ferreira.

Jamile Moreira
Assessora de comunicação/Semsa
Contato: 99135-6508

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *