Conscientização e capacitação: Poder Judiciário realiza “Ação Mulher Trabalhadora e o Trânsito”

Com o propósito de promover a conscientização e capacitação de cidadãs que trabalham como motoristas profissionais e enfrentam preconceitos no tráfego cotidiano de Macapá, o Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP), por meio da sua Coordenadoria da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar, realizou, nesta sexta-feira (5), a “Ação Mulher Trabalhadora e o Trânsito”. A programação, com abordagem multidisciplinar, contou com palestras e oficinas sobre a temática.

A abertura do evento foi feita pela juíza Auxiliar da Presidência do TJAP, Marina Lorena Lustosa, que representou o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Adão Carvalho e o coordenador da Coordenadoria da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar, desembargador Carmo Antônio de Souza. A magistrada enfatizou a importância de conscientizar as mulheres sobre os diversos tipos de violência, esclarecer as profissionais e incentivá-las a denunciar, caso sofram preconceito ou algum tipo de agressão.

“Estamos com essa proposta para atendimento às mulheres. É um projeto da Coordenadoria das Mulheres que tem como finalidade incentivar as mulheres, subsidiar para que elas consigam trabalhar e que consigam cumprir a jornada multifacetária que todas nós temos, como mães, trabalhadoras, estudantes e tudo mais. O mês de maio tem várias ações e uma delas é essa, que é o Maio Laranja, mas também tem outra vertente importante que é o combate ao assédio moral e sexual, mas também a qualquer tipo de discriminação no ambiente de trabalho. O conhecimento é a base de tudo. Quando conhecemos nossos direitos, nós não deixamos que eles pereçam. Essa é a parte mais importante. Elas não podem deixar de procurá-los para que não pereçam”, comentou a juíza Marina Lustosa.

Durante a programação, a delegada de Polícia Civil que atua na Delegacia da Mulher, Sandra Dantas, explanou sobre os delitos que são praticados contra as mulheres.

O evento também contou com: oficina de defesa pessoal, ministrada pela profissional Luciane Oliveira; oficina de organização voltada para o bem-estar, com esclarecimentos da personal organizer Bianca Muller; e serviços de atendimento psicológico ao público.

A mototaxista Ana Paula Nery elogiou a iniciativa e enfatizou a importância do evento. “É um evento importante para as mulheres e a minha expectativa. O encontro foi de absorção de conhecimentos sobre meus direitos dentro desse tema. No caso do assédio sexual, da gente saber como proceder, caso aconteça comigo. Estou feliz por participar e parabéns ao TJAP pela iniciativa”, frisou Ana Paula Nery.

Ao todo, dezenas de mulheres, entre: motoristas de ônibus, caminhão, veículos de aplicativo (UBER, 99, InDrive), taxistas, mototaxistas, estiveram presentes no evento.

– Macapá, 05 de maio de 2023 –

Secretaria de Comunicação do TJAP
Texto: Elton Tavares
Fotos: Flávio Lacerda
Central de Atendimento ao Público do TJAP: (96) 3312.3800

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *