Contratação de “servidor fantasma” pela ALEAP é denunciada pelo MP-AP

O Ministério Público do Amapá (MP-AP), por intermédio da Promotoria de Defesa do Patrimônio Público e das Fundações (Prodemap) apresentou denúncia de nomeação de servidor fantasma pela Assembleia Legislativa do Estado do Amapá (Aleap), no período de 2012 a 2015. A denúncia foi recebida, dia 18, pelo Juízo da 4ª Vara Criminal de Macapá.

Segundo a denúncia, no período de 01/08/2012 a 30/01/2015, o senhor Alcieverton Ferreira Pereira, cunhado do então Secretário de Finanças, Edmundo Ribeiro Tork Filho, esteve nomeado na Assembleia Legislativa, no cargo comissionado de Secretário Parlamentar SP-20, lotado no gabinete do então deputado Estadual Moisés Souza. No período da contratação, o referido servidor recebeu, entre remuneração e diárias, o montante de R$ 243.557,63 (duzentos e quarenta e três mil, quinhentos e cinquenta e sete reais e sessenta e três centavos).

Alcieverton foi ouvido pelo titular da Prodemap, promotor de Justiça Afonso Guimarães, e declarou que nunca morou no Estado do Amapá.

O Ministério Público acusa Moisés Souza, Edmundo Tork e Alcieverton Pereira pela prática do crime de peculato, que é o desvio de dinheiro público em benefício próprio ou de terceiros.

Serviço:

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá
Gerente de Comunicação: Tanha Silva
Núcleo de Imprensa
Coordenação: Gilvana Santos
Contato: [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *