Cooperação Brasil-França: Seminário apresenta resultados de pesquisa florestal no Amapá e Guiana Francesa

pesquisadora-eleneide-doff-sotta-lidera-a-equipe-do-projeto-guiamaflor-no-amapa_foto-jefferson-costa

Os resultados do projeto Guiamaflor, desenvolvido no período de 2014 a 2016 no Amapá e na Guiana Francesa por meio de um programa de cooperação científica entre o Brasil e França, são apresentados durante um seminário na Embrapa Amapá, em Macapá (AP), nesta quarta-feira, 23/11. Voltada para acompanhamento dos impactos da exploração econômicas em áreas florestais, a pesquisa é de âmbito regional e tem como objetivo compreender a participação dos fatores ambientais na dinâmica pós-exploração de florestas que sofreram diferentes intensidades de exploração madeireira e identificar a contribuição das intensidades de exploração no funcionamento destas florestas.

O projeto é baseado na análise de dados de monitoramento da dinâmica florestal pós-exploração adquiridos em quatro sistemas de manejo florestal sustentáveis de três regiões da Amazônia (Guiana Francesa, Amapá e Amazonas). Esta análise será integrada a uma reflexão sobre o futuro do manejo florestal para produzir bens e serviços ambientais na Amazônia. Participaram da abertura do seminário, os pesquisadores das instituições francesas, Pierre Couteron (IRD) e Lilian Blanc (Cirad), o chefe adjunto de Transferência de Tecnologias da Embrapa Amapá, Nagib Melém, a pesquisadora da Embrapa, Eleneide Doff Sotta, a representante da Fundação Estadual de Amparo à Pesquisa do Amapá (Fapeap), Rosemary Lopes da Trindade, e o professor Perseu da Silva Aparício, reitor da Universidade do Estado do Amapá (Ueap). Após a apresentação dos resultados do projeto Guiamaflor, conduzida pela pesquisadora Eleneide Doff Sotta, a programação seguiu, no período da manhã, com a discussão de dados referentes a estudos vinculados ao Guiamaflor, tendo como temas “Recuperação da biomassa acima do solo em floresta tropical manejada no Vale do Jari /Amazônia Oriental”, de Adriano Castelo (Unifap/PGBio) e Marcelino Carneiro Guedes (Embrapa) e “Apresentação de cenários do manejo florestal Ana Euler (Embrapa)”.

Projeto Guiamaflor – O projeto intitulado “Pesquisa intitulada Respostas das Florestas Tropicais à Exploração Florestal: novas perspectiva para o manejo florestal na Amazônia (Guiamaflor)” foi selecionado em Edital do Programa Guyamazon, lançado pela Fapeap. Trata-se um programa franco-brasileiro de cooperação científica e universitária envolvendo pesquisadores de instituições científicas e de ensino superior francesas e brasileiras. Foi criado com o objetivo de promover a cooperação científica entre o Brasil, a França e a região da Guiana Francesa e estimular o desenvolvimento e execução conjunta de projetos de investigação, formação, inovação, por meio de colaborações entre pesquisadores/professores de instituições de ensino e pesquisa francesas, da região Guiana e os seus homólogos dos estados brasileiros do Amapá, Amazonas e Maranhão, sobre bases estáveis visando uma melhor interação entre as comunidades científicas, prioritariamente, na Amazônia Legal e Guiana Francesa. A pesquisa foi executada durante dois anos, em cooperação entre a Embrapa Amapá e o Centro Internacional de pesquisa, Agricultura e Floresta (Cirad), com foco na definição das principais variáveis e tendências do setor madeireiro no estado do Amapá e na Guiana Francesa. Com isso, as equipes técnicas pretendem apontar uma visão de futuro e gerar subsídios para a proposição de políticas públicas e privadas, e criar condições favoráveis para a promoção e o fortalecimento do setor.

pesquisadores-do-brasil-e-da-franca-reunem-se-para-apresentar-resultados-do-projeto-guiamaflor_foto-jefferson-costa-1

Projeto Biomap – No período da tarde, a programação constou de apresentações de resultados preliminares do projeto “Integração de dados multiescala espacial para mapeamento dos tipos florestais e da biomassa no Amapá e na Guiana Francesa (Biomap)”,uma parceria entre a Embrapa, Ueap, IRD e Cirad. Foram apresentados dados de pesquisas intituladas “Abordagem Geomorfológica para Unidades de Paisagem usando dados radar SRTM Pierre Bugnicourt/Stephane Guitet (UMR-AMAP) Pierre Couteron (IRD)”, “Detecção da estrutura florestal em ecossistema de terra firme na Amazônia Oriental com o uso o método FOTO, Keila Cambraia (Unifap/MDR)”, “Detecção da estrutura fl orestal no Amapá Pierre Couteron (IRD)”, “Vegetations rares de Guyane Pauline Perbet (Parque Amazonian de Guyane)”, e “Mapeamento da biomassa florestal integrando dados multiescala espacial, Robson Carmo Lima (Unifap/Bionorte)”. No âmbito do Amapá, o objetivo do projeto Biomap é desenvolver uma metodologia para obter estimativas de biomassa e quantificação do carbono das diferentes tipologias de vegetação do Estado. Esta metodologia possibilitará o monitoramento das mudanças ocasionadas sobre a biomassa devido às atividades econômicas desenvolvidas nas áreas de florestas e savanas do Estado do Amapá, que são importantes reservas de carbono. A equipe técnica acredita que estas áreas são susceptíveis a impactos causados por atividades agrícolas, industriais ou ainda pela exploração dos recursos florestais. Entre as atividades do Projeto Biomap, estão a identificação de imagens, por meio da base cartográfica do estado e pesquisas de campo para coletar dados sobre a estrutura das áreas florestais a serem exploradas. Quatro etapas foram realizadas, com identificação e mapeamento das vegetações e biomassa, estudos nas mudanças das florestas com imagens de satélite, medições de campo e a finalização.


Dulcivânia Freitas, Jornalista DRT/PB 1063-96
Embrapa Amapá
Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária
Macapá/AP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *