Copa x Urnas


Nas últimas duas décadas, desde que as eleições presidenciais voltaram a coincidir com a realização da Copa, os resultados desmentem a ideia de que o desempenho da seleção brasileira se reflita diretamente nas urnas.

Em cinco mundiais, apenas e tão somente em 1994 houve a coincidência de resultados. Naquele ano, o Brasil conquistou o tetracampeonato e Fernando Henrique Cardoso (PSDB), que representava a continuidade do governo Itamar, venceu a eleição.

Depois, nas quatro disputas que se sucederam, FHC conseguiu a reeleição, apesar do fiasco do Brasil na França, em 1998; Luiz Inácio Lula da Silva (PT), oposicionista ao governo tucano, foi eleito no ano em que a seleção faturou o penta;  o mesmo Lula se reelegeu em 2006, muito embora a seleção tenha levado o farelo; e o mesmo Lula fez a sucessora, Dilma Rousseff (PT), em 2010, quando o Brasil novamente foi derrotado.

Uma coisa, portanto, nada tem a ver com a outra.

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*