Coração de prateleira

Meu amor tão dividido é dentro do coração uma prateleira onde guardo em recipientes grandes histórias passadas e presentes, nenhuma tragédia até hoje.
Foram tristes como o adeus e felizes como os encontros.
Mais estarão lá como velhos manuscritos, canções e poemas.
Eu os encontrarei novamente nas esquinas da minha saudade.

Osmar Júnior

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *