CORPUS URBIS OCUPA A AMAZÔNIA: nesta edição a Residência e Festival acontecem em Oiapoque no Amapá


A Residência e Festival Corpus Urbis – 4ª edição – Oiapoque chega a sua quarta edição, e com ela, uma série de novidades acompanham o evento. Pela primeira vez em Oiapoque, o Corpus Urbis sai da capital do Amapá – Macapá, e adentra ainda mais a Amazônia, buscando promover as relações de artistas indígenas com não indígenas. O projeto participou de uma das maiores seleções que apoiam projetos culturais no país, e esse ano conta com o apoio do Itaú Rumos. Segundo uma das idealizadoras do projeto Cristiana Nogueira, 42, “esse foi um passo importante para sabermos que estamos no caminho certo”.

O Corpus Urbis inicia com a convocatória para artistas ou coletivos de artistas brasileiros e não brasileiros (que residam por pelo menos três anos no Brasil) que desejam investigar e intercambiar seus processos de criação e pesquisas de linguagem atravessados pelo contexto sociocultural e convivência junto às comunidades indígenas do Amapá, na cidade do Oiapoque. As inscrições desta convocatória iniciaram dia 01, e seguem até o dia 15 de agosto.

A residência e o festival, acontecem de 22 de setembro a 1 de outubro de 2018 e serão sediados na cidade do Oiapoque, com suas ações estendidas para as aldeias do Manga e de Santa Izabel. Os processos artísticos desenvolvidos na residência serão apresentados durante o Festival nos espaços públicos da cidade.

Serviço: 

Residência e Festival Corpus Urbis
Inscrições convocatória: 01 a 15 de agosto
Resultado da convocatória: 20 de agosto
Data do evento: 22 de setembro a 01 de outubro
Local: Aldeias do Manga e Santa Izabel, Oiapoque/Amapá
Informações e inscrições: https://corpusurbis.wixsite.co m/corpusurbis
facebook.com/corpusurbis @corpusurbis

Contato: Patricia Teixeira (Assessoria de Comunicação)
(96) 992015427/ (91) 980905646 (whats) e [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *