Corregedor-geral do MP-AP participa de 126º encontro do Conselho Nacional dos Corregedores-Gerais, em São Paulo

O corregedor-geral do Ministério Público do Amapá (MP-AP), procurador de Justiça Jair Quintas, participou, na quinta-feira (19) e sexta-feira (20), na sede do Ministério Público de São Paulo (MPSP), do 126º encontro do Conselho Nacional dos Corregedores-Gerais (CNPGMPEU). A reunião do Colegiado debateu temas comuns da atividade de correição ministerial, proferidas palestras com temas relevantes sobre a atuação das Corregedorias e debates sobre formas de colaboração mútua entre o Conselho e as unidades nacionais.

“É um momento muito importante para o Ministério Público de São Paulo. Significa a oportunidade de aprendizagem, de troca de experiências”, disse o procurador-geral de Justiça do órgão ministerial paulista, Mário Sarrubbo, ao saudar os corregedores de todo o Brasil no edifício-sede do MPSP, no primeiro dia do simpósio.

O presidente do colegiado, Cláudio Wolff Harger, agradeceu a hospitalidade. De acordo com ele, a reunião na capital paulista possibilitou aos corregedores discutir temas importantes para o momento que o Ministério Público atravessa hoje, como é o caso do trabalho remoto. “É uma honra, uma alegria ter os colegas aqui”, sublinhou o corregedor-geral do MPSP, Motauri Ciocchetti de Souza.

Na quinta, dois membros do MPSP apresentaram sua visão sobre aspectos da atuação dos membros da carreira. No segundo dia de evento, o ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes debateu com os corregedores sobre eleições gerais e combate a fake news.

De acordo com o corregedor-geral do MP-AP, a Reunião do Conselho Nacional foi essencial para o alinhamento de ações, integração e troca de experiências entre as Corregedorias dos MPs do Brasil para servir, ainda melhor, à sociedade.

Jair Quintas ressaltou que a troca de experiências e trabalho em conjunto do Colegiado é essencial para o fortalecimento das Corregedorias do MP brasileiro.

“Esse debate, troca de informações e experiências valiosas para aprimorar o trabalho do Ministério Público. Foram discutidos temas fundamentais para a atividade de correição ministerial. Essa interação reforça a atuação de todos para que possamos cumprir cada vez melhor nossa missão institucional”, pontuou o corregedor-geral do MP-AP.

Serviço:

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá
Núcleo de Imprensa
Coordenação: Gilvana Santos
Texto: Elton Tavares, com informações do MPSP
E-mail: [email protected]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.