Cultura amapaense: hoje é o Dia Estadual do Marabaixo

Marabaixo1-21
Foto: Elton Tavares

Hoje, 16 de junho, é o Dia Estadual do Marabaixo. A data foi escolhida para homenagear a Santíssima Trindade, por conta do Projeto de lei nº 0049/10, do deputado Dalto Martins, já falecido, que constituiu a celebração.

A Lei foi aprovada pela Assembléia Legislativa do Estado do Amapá e declarou o dia 16 de junho, Dia Estadual do Marabaixo Amapaense, como data comemorativa no âmbito do Estado do Amapá.

De acordo com o texto do amigo jornalista Edgar Rodrigues: “o Marabaixo é um tradição secular que passa de geração em geração através dos anos. É dançado na capital, Macapá, anualmente, nos meses de maio, junho e julho, nos bairros do Laguinho, na Favela e na comunidade do Curiaú”.

marabaixo-mastro
Foto: Márcia do Carmo

A festa Marabaixo é uma comemoração religiosa que acontece no Amapá, praticada por remanescentes de quilombos, os quais demonstram sua fé através da dança, do canto e do consumo da gengibirra, bebida feita à base de gengibre e álcool. O batuque das caixas, as dançadeiras e a energia da cultura é sensacional!

Alguns não gostam, muitos por puro preconceito e outros por ignorância. Eu dou valor Quando adolescente, ia muito ao Marabaixo com meu saudoso pai. Depois que ele partiu, deixei isso de lado. Vez ou outra, vou prestigiar. Este ano marquei furo nas festas, mas adoro!

Ainda bem que o Poder Público apóia a tradição (quer dizer, esse ano somente a Prefeitura de Macapá deu apoio). Ainda bem que os poetas versam o Marabaixo e os fotógrafos o retratam. Ainda melhor ainda que os amigos Fernando Canto e Mariléia Maciel escrevem sobre ele com o amor laguinense que lhes transborda. Ainda bem que a população vai até a Favela, aos campos do Laguinho e ao Curiaú prestigiar a festa. Viva (vivencie mesmo) o Marabaixo do Amapá!

Elton Tavares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *