Cultura amapaense: hoje é o Dia Estadual do Marabaixo


Hoje (16), é o Dia Estadual do Marabaixo.A data foi escolhida para homenagear a Santíssima Trindade, por conta do Projeto de lei nº 0049/10, do deputado Dalto Martins,  já falecido, que constituiu a celebração. 

A Lei foi aprovada pela Assembléia Legislativa do Estado do Amapá e declarou o dia 16 de junho, Dia Estadual do Marabaixo Amapaense, como data comemorativa no âmbito do Estado do Amapá. 

De acordo com o texto do amigo jornalista Edgar Rodrigues: “o Marabaixo é um tradição secular que passa de geração em geração através dos anos. É dançado na capital, Macapá, anualmente, nos meses de maio, junho e julho, nos bairros do Laguinho, na Favela e na comunidade do Curiaú”.

A festa Marabaixo é uma comemoração religiosa que acontece no Amapá, praticada por remanescentes de quilombos, os quais demonstram sua fé através da dança, do canto e do consumo da gengibirra, bebida feita à base de gengibre e álcool.O batuque das caixas, as dançadeiras e a energia da cultura é sensacional!

Alguns não gostam, muitos por puro preconceito e outros por ignorância. Eu dou valor Quando adolescente, ia muito ao Marabaixo com meu saudoso pai. Depois que ele partiu, deixei isso de lado. Aos poucos, voltei a frequentar os festejos e recomendo. 

Ainda bem que o Poder Público apóia a tradição. Ainda bem que os poetas versam o Marabaixo e os fotógrafos o retratam. Ainda melhor ainda que os amigos Fernando Canto e Mariléia Maciel escrevem sobre ele com o amor laguinense que lhes transborda. Ainda bem que a população vai até a Favela, aos campos do Laguinho e ao Curiaú prestigiar a festa. Viva (vivencie mesmo) o Marabaixo do Amapá! 

Elton Tavares
Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*