Curso de Licenciatura Intercultural Indígena da Unifap disponibiliza 30 vagas

O Curso de Licenciatura Intercultural Indígena (CLII) da Universidade Federal do Amapá (Unifap) oferece 30 vagas exclusivas aos indígenas do Estado do Amapá e Norte do Estado do Pará, para início letivo em 2020. As vagas são destinadas às etnias Galibi Marworno, Karipuna, Palikur, Wajãpi, Aparai/Wayana, Tiriyó/Kaxuyana e Galibi Kalinã. A distribuição de vagas será por etnia, conforme prevê o edital.

O CLII oferece capacitação específica para professores de educação básica atuar nas escolas indígenas de suas aldeias de origem. A formação é orientada nas áreas de Linguagens e Códigos, Ciências Humanas e Ciências Exatas e da Natureza. Em 2017, o CLII completou dez anos de implementação, sendo uma das primeiras licenciaturas indígenas criadas no Brasil.

INSCRIÇÕES – O período de inscrição será de 22 de agosto a 23 de setembro de 2019. Não haverá taxa de inscrição. Os interessados devem se inscrever via internet (https://depsec.unifap.br/index.php?c=psi20) ou, presencialmente, na coordenação do Curso de Licenciatura Intercultural Indígena, no endereço situado na Rodovia BR 156, nº 3051, km 01, Bairro Universidade, no município de Oiapoque/AP, ou no Departamento de Processos Seletivos e Concursos – DEPSEC, Campus Marco Zero, localizado na Rodovia Juscelino Kubitschek de Oliveira, Km 02, Macapá/AP.

ETAPAS DA PROVA

A comissão responsável pela seleção divulgará os locais e horários das provas no endereço eletrônico: https://depsec.unifap.br/ Para ingressar no Curso de Licenciatura Intercultural Indígena 2020, o candidato passará por 3 (três) etapas de avaliação:

– Prova Escrita (Produção de Texto Escrito): dia 26 de outubro de 2019, das 15h às 18h. Possui caráter classificatório e eliminatório, valendo até 40 (quarenta pontos) pontos;

– Entrevista: ocorrerá de 04 a 08 de novembro de 2019, das 08h às 12h e das 14h às 18h. Também tem caráter classificatório e eliminatório, valendo até 50 (cinquenta) pontos;

– Comprovação de docência: a última consiste em comprovar o exercício de docência em escola indígena. Será realizada durante o período de entrevistas. Tem caráter classificatório valendo até 10 (dez) pontos.

TEMAS – Os temas abordados na prova escrita estarão relacionados à realidade dos Povos Indígenas do Amapá e Norte do Pará. A Entrevista terá como foco os conhecimentos e vivências dos candidatos em relação a sua identidade e pertencimento, cultura, valores étnicos e cosmológicos, história, língua e a escola indígena. O edital estabelece que o candidato deve possuir no mínimo 1 (um) ano escolar de exercício docente e no máximo 10 (dez) anos.

Resultados – O DEPSEC/UNIFAP divulgará até o dia 28 de novembro de 2019 a lista dos aprovados e classificados do Processo Seletivo. Os classificados deverão efetuar habilitação e matrícula nos dias estabelecidos pela Divisão de Registro e Controle Acadêmico-DIRCA/Campus Binacional, e DERCA/Campus Marco Zero, após publicação do Edital de Convocação, no endereço eletrônico www.unifap.br.

Assessoria de comunicação da Unifap

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *