Dança Circular vai unir público na Praça da Samaúma

Por Andreza Gil

Neste sábado (23), às 17h, a Praça da Samaúma será cenário para mais uma experiência coletiva com Dança Circular. A prática, que é realizada em grupo, favorece o desenvolvimento da consciência corporal, coordenação motora e sensibilização musical. Com o objetivo de celebrar a vida e incentivar os encontros em lugares públicos da cidade, a atividade será gratuita e sem restrição de idade. A focalizadora Aretha Araújo conduzirá a roda.

A Dança Circular, que também é conhecida como Dança Circular Sagrada ou ainda Dança dos Povos, é uma modalidade de dança em grupo que permite trabalhar a expressão corporal, transmitindo um estado de alegria, amor fraterno e conexão com o ser interior de cada um. A atividade é praticada com os participantes formando uma roda de mãos dadas, onde todos seguem os passos com naturalidade, mantendo atenção plena sobre si mesmo.

As danças circulares têm se espalhado por parques, praças, escolas e centros culturais por iniciativa de grupos independentes, sempre com o objetivo de promover a integração de pessoas para vivenciar coletivamente experiências que semeiam a cultura da paz através da multiplicidade de músicas e danças de diversas partes do mundo.

Sobre a Dança Circular

O movimento das Danças Circulares Sagradas, hoje difundido por vários países, foi criado em 1976 pelo bailarino profissional, coreógrafo, professor de dança e artista plástico alemão/polonês Bernhard Wosien. Em uma comunidade em Findhorn, na Escócia, Bernhard ensinou uma coletânea de números folclóricos de diferentes povos. No Brasil, a modalidade chegou na década de 80, com Carlos Solano, que após um período em Findhorn, tornou-se instrutor certificado.

Serviço

Dança Circular
Data: 23 de março (sábado)
Horário: 17 horas
Local: Praça da Samaúma, na frente do prédio do MP Araxá
Entrada: Gratuita

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *