Defesa Civil monitora áreas de alagamentos em Macapá

A Defesa Civil do Amapá, com o objetivo de amenizar os problemas de alagamentos em Macapá e no interior, intensificou o trabalho de monitoramento dos pontos críticos da capital amapaense e municípios do Estado. De acordo com o coordenador do órgão, major Rogério Ramos, a situação está sob controle e a Defesa Civil está preparada para uma eventual crise. O acompanhamento é feito por equipes formadas por um engenheiro técnico, um motorista e dois militares do Corpo de Bombeiros (CBM/AP).

Segundo o coordenador, o trabalho de monitoramento iniciou em dezembro de 2010, mas foi reforçado neste mês. Rogério Ramos explicou que, em Macapá, 55 pontos de alagamento foram mapeados pela Defesa Civil. Ele disse ainda que, no interior do Estado, o município que requer mais atenção é Laranjal do Jarí, por conta da possibilidade de aumento do volume das águas do Rio Jarí.

“Mapeamos os pontos críticos de Macapá e estamos acompanhando o volume do Rio Jarí. Até agora, a situação está sob controle. Estamos monitorando tudo e preparados para o aumento das chuvas nos meses de fevereiro, abril e março. Também estamos orientando os moradores que residem nas imediações das áreas mapeadas para que no início de uma eventual enchente, durante uma forte chuva, que entrem em contato conosco imediatamente”, ressaltou Rogério Ramos.

Previsão do tempo

Conforme o coordenador do Laboratório de Hidrometeorologia do Instituto de Pesquisas Científicas Tecnológicas do Amapá (Iepa), Daniel Neves, 2011 é um ano “La Nina”, ou seja, fenômeno que ocorre periodicamente de três em três anos e que resulta no aumento de chuvas acima da média para a Região Norte do Brasil.

“Nossos boletins meteorológicos mostram que as chuvas mais fortes estão por vir, prevemos que em fevereiro, março e abril deste ano, elas se intensificarão com possibilidade de grandes volumes em diversas áreas do Amapá”, explicou Daniel Neves.

Serviço:
Defesa Civil do Amapá
Avenida Mãe Luzia, nº 449.
Telefones: 3212-1230/3212-1234
Elton Tavares
Assessor de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *