Desenvolvimento sustentável dos estados da região: deputada Aldilene Souza participa do Parlamento Amazônico, em Belém

A deputada estadual Aldilene Souza (PDT), participou, na quinta-feira (27), da segunda Reunião Ampliada do Colegiado de Deputados e Deputadas do Parlamento Amazônico (Parlamaz), realizada no auditório João Batista, na Assembleia Legislativa do Pará, em Belém (PA).

O Parlamento Amazônico reuniu parlamentares dos estados da Amazônia Legal como Amazonas, Acre, Amapá, Roraima, Rondônia, Tocantins, Mato Grosso, Pará e Maranhão. Durante o encontro, que contou com a presença do , foram debatidas ações para o desenvolvimento sustentável da região Amazônica.

A deputada Aldilene Souza, como secretária da Mulher do Parlamaz, tem como missão defender os direitos das mulheres da Amazônia e garantir políticas públicas inclusivas que considerem suas especificidades.

Durante a reunião, foram discutidas questões relacionadas à habitação, regularização fundiária, recuperação das rodovias (BRs), ampliação da exploração de petróleo na região amazônica, sustentabilidade, entre outros temas.

A presença do ministro das Cidades, Jader Barbalho Filho, também marcou a reunião. Ele detalhou as mudanças ocorridas no programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV), após a aplicação da Medida Provisória 1.162/23.

Entre as alterações, destacou-se o reajuste da renda máxima das famílias atendidas pela chamada “Faixa 1”, que passou de R$ 1.800 para R$ 2.640. Além disso, outros projetos para os estados da Amazônia Legal foram apresentados.

A parlamentar enfatizou importância do encontro e os assuntos defendidos na reunião do Parlamento Amazônico. Aldilene Souza frisou que para o fortalecimento da região, a união política entre os estados é essencial.

“O Parlamaz é um importante espaço de troca de experiências e conhecimento com parlamentares dos estados amazônicos. Com o trabalho conjunto, temos mais chances de solucionarmos as demandas ligadas à população que vive na Amazônia. Nossa união é fundamental para solucionar problemas comuns entre os estados da Amazônia e garantir um futuro melhor para todas as mulheres da região”, pontuou a deputada Aldilene Souza.

 

Mais sobre o Parlamento Amazônico

O Parlamento Amazônico foi estabelecido pela Declaração da Amazônia, de 1989. A intenção era criar um órgão regional parlamentar que pudesse assegurar a ação conjunta e concertada para a preservação dos direitos da Amazônia e para a promoção do desenvolvimento na região. Depois de quase dez anos de inatividade, foi retomado no final de 2020 e teve reuniões remotas em 2021.

Assessoria de comunicação da deputada Aldilene Souza

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *