Dia Estadual dos Cultos Afro-Religiosos 2023 marca luta contra intolerância (hoje rolam apresentações no Centro de Cultura Raimundinha Ramos)

O Dia Estadual dos Cultos Afro-religiosos, celebrado na última segunda-feira, 8, marca o combate permanente à intolerância religiosa. Com o apoio do Governo do Amapá, uma programação especial foi pensada para reforçar o respeito e a tradição. As apresentações ocorrem nesta sexta-feira, 12, no Centro de Cultura Raimundinha Ramos, no bairro do Laguinho.

Haverá apresentação de 20 casas e grupos de matriz africana de diferentes segmentos. O troar dos tambores é o pontapé de uma série de atividades, que incluem ainda inserções nas escolas com palestras que tratarão do tema combate à intolerância religiosa, amostras culturais e religiosas.

A programação terá exposição dos elementos dos Cultos Afro-Religiosos, carreata do axé, feira afroempreendedora e rodas de conversas para o fortalecimento do segmento religioso da matriz africana.

“É uma data importante, não só para lembrar e exaltar a luta e o legado de Mãe Dulce Moreira, mas também por marcar o reforço da luta contra o preconceito e a intolerância religiosa. Uma luta que é diária e permanente”, diz Josilana Santos, diretora-presidente da Fundação Marabaixo.

O evento é uma realização dos grupos e associações da Federação de Cultos Afro-Religiosos de Umbanda e Mina Nagô (Fecarumina), do Fórum Afro-ameríndio do Amapá e do Fórum Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional dos Povos de Matriz Africana, com apoio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult) e da Fundação Estadual de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Fundação Marabaixo).

Lei estadual

O Dia Estadual dos Cultos Afro-religiosos foi instituído pela Lei 0933, de 3 de novembro de 2005. A data foi escolhida em homenagem à saudosa Dulce Costa Moreira, a “Mãe Dulce”, uma das pioneiras da cultura afro-religiosa no Amapá. Ela teria tocado pela primeira vez o Tambor de Mina no Amapá, no dia 8 de maio de 1962.

Serviço:
Dia Estadual dos Cultos Afro-religiosos
Data: sexta-feira, 12
Local: Centro de Cultura Raimundinha Ramos, na Rua General Rondon, s/n, bairro do Laguinho
Horário: a partir das 18h

Texto: Gabriel Penha/GEA
Foto: Gabriel Penha/GEA
Secretaria de Estado da Comunicação – SECOM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *