Dia Internacional do Combate à Corrupção: MP-AP faz investimentos permanentes para reforçar a luta contra esse crime

Nesta quarta-feira (9), Dia Internacional do Combate à Corrupção, o Ministério Público do Amapá (MP-AP) ressalta diversas iniciativas tomadas neste ano de 2020 e alerta a população sobre os malefícios que essa prática gera à sociedade. O órgão ministerial investiu em suas unidades de inteligência e investigação para fazer frente ao crime organizado e de enfrentamento da corrupção no Estado.

Para isso, a Procuradoria-Geral de Justiça, além de assegurar de forma permanente um amplo apoio institucional, vem captando recursos extraorçamentários para garantir a reestruturação e modernização dessas áreas estratégicas.

Com o objetivo de modernizar recursos tecnológicos para suporte às atividades de investigação, o MP-AP firmou convênio com o Ministério da Justiça (MJ), em 2019, na ordem de R$ 1.365.742,53 (um milhão, trezentos e sessenta e cinco mil reais, setecentos e quarenta e dois reais e cinquenta e três centavos), utilizados para aquisição de modernos equipamentos de investigação. Com esses recursos, o MP-AP garantirá sustentação para o datacenter, laboratório forense digital, soluções de apoio à vigilância investigativa e repasse de conhecimento técnico para a equipe.

A promotora de Justiça e coordenadora do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO-AP) e do Núcleo de Inteligência do MP-AP (NIMP), Andréa Guedes, reforça a importância desses investimentos para um Ministério Público combativo junto à sociedade. “Nós precisamos desse suporte tecnológico e da ajuda de todos para combater esse mal que assola a humanidade. O indivíduo deve se mobilizar e denunciar o que houver, nós estamos de portas abertas”, ressalta Andréa Guedes.

Reconhecimento

Em novembro, o Sistema Colibri, que consiste em um Sistema de Gerenciamento de Cálculo de Valoração Econômica de Dano Ambiental, dentre outras iniciativas do MP-AP, foi selecionado pelas Comissões de Controle Administrativo e Financeiro (CCAF) e de Enfrentamento da Corrupção (CEC) do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) para integrar a publicação intitulada: “O CNMP e as boas práticas de combate à corrupção e de gestão e governança dos Ministério Públicos”. O sistema foi desenvolvido pelo Departamento de Tecnologia da Informação do MP-AP por conta da necessidade de padronização e gerenciamento sistêmico dessa valoração econômica do dano ambiental, auxiliando os promotores de Justiça e técnicos de todas as unidades ambientais nesses cálculos.

“Nossa prioridade sempre foi o fortalecimento institucional, sem negligenciar qualquer área, mas, compreendendo que a paz social é sempre prioridade. Nossa história é de luta permanente em defesa de toda a sociedade e de combate à corrupção e ao crime organizado no Estado. Este dia serve de alerta para que a população nos ajude nessa missão”, comentou a procuradora-geral de Justiça, Ivana Cei.

Serviço:

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá
Gerente de Comunicação – Tanha Silva
Núcleo de Imprensa
Texto: Gilvana Santos e Vanessa Albino
Contato: [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *