Difusora renegocia dívidas e retoma projeto de virar FM – Porreta, @anagirlene!

Diretora da Rádio Difusora de Macapá, jornalista Ana Girlene.

Por Seles Nafes

Um projeto antigo, que já passou por várias gestões, foi retomado recentemente pela atual diretora da Rádio Difusora de Macapá, a jornalista Ana Girlene: transformar a emissora numa FM, o que amplificaria a audiência da programação.

Desde que foi criada, em 1946 (três anos depois da criação do Território Federal), a RDM é uma emissora estatal de perfil educacional, comunitário e cultural, com forte apelo de prestação de serviços e muito ouvida no interior do Amapá e regiões ribeirinhas. Contudo, a transmissão é AM (Amplitude Modulada).

A AM foi a frequência que popularizou o rádio no Brasil, por se tratar de uma onda financeiramente mais viável, e ao mesmo tempo capaz de atingir mais aparelhos. Para se ter ideia, a Rádio Difusora, quando está funcionando em potência máxima, é ouvida em municípios na costa do estado do Pará.

Os pilotos da aviação civil também costumam relatar que usam a frequência 630 AM como estrada no céu até o Aeroporto Internacional de Macapá.

Ao passar a transmitir também em FM, a emissora quer ganhar em qualidade de som e escalar ao patamar das rádios mais comerciais, que possuem maior audiência na capital e nos demais municípios. Ao mexer nesse processo, a diretora descobriu que a tarefa não seria tão simples, porém, viável.

“Quando retomamos o projeto de buscar um canal FM para a Rádio Difusora, descobrimos que o processo de outorga nunca foi feito. Ou seja, a Radiobras nunca passou de ‘direito’ o sinal da Rádio Difusora para a própria Difusora, que continua vinculada à Empresa Brasileira de Comunicação”, explica a diretora.

Para retomar essa articulação, no entanto, foi necessário regularizar o passivo da Difusora, repleto de alvarás e impostos em atraso.

“Renegociamos essa dívida. Hoje está 99% pronto. Vamos mandar um requerimento que é o último passo para o processo voltar a andar”, revela a jornalista.

A expectativa é de que até o fim deste ano a Rádio Difusora esteja com o sinal de FM.

Fonte: Site do Seles Nafes.

Meu comentário: a jornalista Ana Girlene faz uma gestão de alto nível na RDM. Ela está empenhada em transformar a Rádio em FM e tenho certeza que conseguirá, pois tem apoio do governador Clécio e de vários parlamentares federais. Além disso, tem o respeito da imprensa local. Só orgulho dessa amiga, com quem tive a honra de trabalhar por quase cinco anos e aprender um pouco com ela. Sucesso, Ana! (Elton Tavares).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *