Diocese de Macapá celebra Missa dos Santos Óleos nesta quinta-feira, 15

Foto: Marconi Pimenta

A Diocese de Macapá celebra nesta quinta-feira, 15 de março, às 19 horas, na Catedral São José, a Missa dos Santos Óleos, uma das principais liturgias que antecedem o Tríduo Pascal do calendário da Igreja Católica. A celebração será presidida pelo bispo dom Pedro José Conti e concelebrada pelos padres e diáconos das várias paróquias da Diocese. Durante a eucaristia solene, o bispo consagrará o Óleo do Crisma, e abençoará o Óleo dos Catecúmenos e o Óleo dos Enfermos.

Os Santos Óleos, símbolos de alegria, beleza e força, são usados na administração dos sacramentos do batismo, crisma, unção dos enfermos e ordenações ao longo do ano. O óleo do crisma é específico para as celebrações do sacramento do crisma, na sagração dos presbíteros ou padres, e poderá ser utilizado também para a consagração de novas igrejas e altares.

A Missa dos Santos Óleos também é conhecida como Celebração da Unidade, porque em torno do bispo se reúnem o clero, as religiosas e os fiéis em geral tornando visível a união da comunidade eclesial. Durante a Missa, os padres renovarão suas promessas sacerdotais, feitas no dia das suas ordenações, renovando os votos de obediência, sinal da unidade da igreja, e de dedicação e serviço ao povo de Deus sob a orientação dos bispos e auxílio do Espírito Santo.

Foto: Marconi Pimenta

Entenda o significado dos Santos Óleos

O óleo é símbolo da alegria, da beleza e da força. Desde o primeiro Testamento era usado para ungir os reis e assim comunicar o poder de Deus. Na Igreja católica, serve para sinalizar a consagração de um ser a Deus e para amenizar as dores e fortalecer os cristãos.

A Liturgia da Igreja evidencia três óleos: o dos Enfermos, dos Catecúmenos e o do Santo Crisma. Os dois primeiros são abençoados e o terceiro é consagrado pelo bispo que celebra com todo o seu presbitério (padres e diáconos).

O Óleo dos Catecúmenos concede a força do Espírito Santo àqueles que serão batizados, para que possam, como Cristo, ser fortalecidos no compromisso com o projeto de Deus e saibam resistir contra mal. O batizando é ungido com o Óleo dos Catecúmenos, no peito.

O Óleo dos Enfermos é utilizado na Unção dos Enfermos. Ele comunica o conforto e a força do Espírito Santo ao doente, que é ungido na fronte e na palma das mãos.

Foto: Marconi Pimenta

O Santo Crisma é um óleo perfumado, usado nas unções consagratórias nos sacramentos do batismo, após o derramamento ou a imersão nas águas, a pessoa é ungida na fronte e é convidada a espalhar pelo mundo o perfume de Cristo.

No sacramento da Confirmação ou Crisma, é o símbolo principal da consagração, por meio do sinal da cruz, que é traçado também na fronte para confirmar a pessoa no seguimento de Jesus, através dos dons do seu Espírito.

No sacramento da Ordem, é usado sobre a cabeça do novo bispo, depois da Ordenação Episcopal e, na Ordenação Sacerdotal, na palma das mãos do novo sacerdote, para indicar que aquelas mãos se dedicarão ao mistério de Deus.

O Santo Crisma também é utilizado em outros ritos como a dedicação de uma Igreja e a consagração de um altar, quando o óleo é espalhado sobre o altar e sobre as cruzes de consagração, colocadas nas paredes laterais das igrejas dedicadas (consagradas).

Serviço:

Missa dos Santos Óleos
Local: Catedral São José – 19h

Mais informações:
Secretaria da Catedral de São José: 99142-6297 / 99167-4731
Willian Valério (coordenador de comunicação): 99149-9699

Texto: jornalistas Dulcivânia Freitas e Graça Penafort

*Fotos: Marconi Pimenta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *