Diretora atribui nota no IDEB à Pedagogia Relacional Restaurativa aplicada pelo MP-AP e Tjap

A Escola Municipal Piauí, localizada no Igarapé da Fortaleza, foi a única unidade pública de Ensino Fundamental da Rede Municipal de Santana que atingiu a meta para este ano no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB/2020). A direção do estabelecimento de ensino atribui o resultado à Pedagogia Relacional Restaurativa aplicada pelo Ministério público do Estado do Amapá (MP-AP) e Tribunal de Justiça do Amapá (Tjap).

Érica Érica Patrícia Dias Góes, diretora do educandário, atribuiu essa conquista ao curso de Práticas Restaurativas para o corpo docente da Escola realizado, em 2016, pelo Núcleo de Mediação, Conciliação e Práticas Restaurativas da Promotoria de Santana, coordenado pela promotora de Justiça Sílvia Canela, juntamente com a equipe coordenada pela juíza Larissa Noronha, titular da Vara da Infância naquela comarca.

“A capacitação sobre Círculos Restaurativos ocorreu em 2016 e aplicamos em nossa escola desde fevereiro de 2017, por termos dificuldades com nossos alunos em demonstrar interesse de estar na escola. Com as Práticas Restaurativas começamos a tomar mais decisões em conjunto com a comunidade, em prol de melhorias para o atendimento de alunos e pais. Os bons resultados são reflexos disso”, comentou Érica Góes.

A gestora também enfatizou que a capacitação foi um divisor de águas no desempenho de professores e do corpo técnico da instituição. O quadro funcional da Escola Municipal conta com 104 servidores, entre docentes, coordenação pedagógica e demais colaboradores, além de possuir 860 alunos, distribuídos entre o 1° e 9° ano do Ensino Fundamental, compreendendo os estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA).

“A Escola Piauí se destacou como a melhor do Estado em relação ao Ensino Fundamental II, no IDEB 2017, e este ano atingimos a meta no Ensino Fundamental I e nos destacamos sendo a única escola municipal em Santana a conseguir esse mérito, o que nos deixa bastante gratos por esses feitos. É uma alegria não só para o corpo docente, mas também para a comunidade atendida pela escola”, reforça a diretora.

O índice projetado para o Ensino Fundamental I (4ª série/5º ano) era 4.1 e a pontuação obtida foi de 5.0. A nota para 8ª série/9º ano não saiu, devido ao quantitativo insuficiente de alunos que fizeram a avaliação nacional.

De acordo a coordenadora do Núcleo de Mediação e Práticas Restaurativas do MP-AP, a adoção da Pedagogia Relacional Restaurativa nas instituições de ensino promovem a melhoria nos ambientes escolares e, especialmente, nos relacionamentos. Ela enfatizou que, após a qualificação, corpo técnico, professores, pais e alunos se tornam disseminadores da cultura de paz.

“Este índice alcançado no IDEB pela Escola Piauí é resultado do trabalho realizado para implantar a cultura da paz em nossa sociedade. A forma de lidar com o outro faz toda a diferença. Essa prática reconstrói relações, reforça o respeito e a tolerância. O diálogo entre a escola e a comunidade é essencial. O envolvimento de professores, pais e alunos com os Círculos Restaurativos resolveu conflitos internos e promoveu a motivação coletiva”, salientou a promotora Silvia Canela.

Sobre o IDEB

O IDEB foi criado em 2007 e reúne, em um só indicador, os resultados de dois conceitos igualmente importantes para a qualidade da educação: o fluxo escolar e as médias de desempenho nas avaliações. Ele é calculado a partir dos dados sobre aprovação escolar, obtidos no Censo Escolar, e das médias de desempenho nas avaliações do INEP, o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) – para as unidades da federação e para o país, e a Prova Brasil – para os municípios.

Essa avaliação ocorre de dois em dois anos. O resultado indica a necessidade de melhoria do sistema e é importante por ser condutor de políticas públicas que melhorem a qualidade da Educação.

O Amapá segue com índices inferiores ao estabelecido, que se encontra abaixo da meta no IDEB 2020. Na edição anterior, de 2017, ele também não havia batido a meta.

Serviço:

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá
Gerente de Comunicação – Tanha Silva
Núcleo de Imprensa
Texto: Vanessa Albino
E-mail: [email protected]
Contato: (96) 3198-1616

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *