‘Doar leite é como multiplicar amor’, diz mãe em encontro promovido pelo Governo do Amapá

Neste domingo, 19 de maio, é comemorado o Dia Mundial da Doação de Leite Humano, um gesto que ajuda a salvar a vida de bebês prematuros ou de baixo peso internados nas UTIs neonatais. Para celebrar a data e reforçar a importância das mães doadoras, o Governo do Amapá promoveu no sábado, 18, um encontro com elas, com direitos a atividades recreativas para os filhos, orientações e distribuição de brindes.

Coordenado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), a 8ª edição do Encontro de Doadoras de Leite Materno proporcionou momentos de troca de afeto entre as mães e filhos e, especialmente, entre elas. A dona de casa e doadora de leite materno há um ano, Marlete Sarges, celebra a data e o ato de doar e contribuir na vida de crianças e mães que necessitam.

“Doar leite é uma experiência incrível e que repasso para todas as mães que conheço. É uma forma de carinho especial, e nos faz sentir que estamos somando e multiplicando amor, saúde e compreensão. Fico orgulhosa em poder ajudar”, destacou Marlete.

Na ocasião, o Banco de Leite também recebeu a doação de 540 potes de vidro para contribuir na coleta, a entrega é realizada há 12 anos pela Assembleia Legislativa do Amapá (Alap).

Para a coordenadora do Banco de Leite do Amapá, Darcyneide Dias, o encontro fortalece a união entre as doadoras e a instituição, e reforça a importância do aleitamento materno para garantir o desenvolvimento infantil saudável.

“O leite materno é um alimento muito importante, principalmente para os bebezinhos que estão na Unidade Neonatal, então, esse evento aqui é para agradecer a essas mães, a essas mulheres que diariamente dão um pouquinho do seu leite, porque cada gota que elas doam é tudo para quem precisa”, concluiu a coordenadora.

Leite materno

Ao amamentar o bebê após o parto, o ato contribui para o útero voltar ao tamanho normal mais rápido e diminui o sangramento nas mães, prevenindo a anemia materna e reduzindo o risco de câncer de mama e ovários. Na criança, protege contra doenças, previne a formação incorreta dos dentes e problemas na fala, além de proporcionar melhor crescimento.

Segundo o Ministério da Saúde, o leite materno é um alimento completo, por isso, até os 6 meses de vida, o bebê não precisa de nenhum outro alimento. Também é rico em anticorpos e, em conjunto com a caderneta de vacinação atualizada, fornece proteção contra infecções.

O aleitamento previne diarréias, doenças respiratórias e alergias, diminui o risco de hipertensão, colesterol alto e diabetes, reduz a chance de desenvolver obesidade e favorece o desenvolvimento cognitivo e intelectual das crianças.

Serviço

O Banco de Leite fica localizado na Av. FAB de esquina com a Rua Jovino Dinoá, no Centro de Macapá. O local também aceita doações, que podem acontecer presencialmente ou com a equipe itinerante, que vai até a residência da doadora para fazer a coleta. Para solicitar, basta ligar para (96) 98403-2283 ou mandar mensagens via WhatsApp pelo número (96) 98115-9018.

Texto: Vanessa Albino
Foto: Vanessa Albino/GEA e Pablo Rocha/Nagib
Secretaria de Estado da Comunicação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *