Documentário sobre Mazagão vai a Marrocos buscar a origem da cidade

Gavin-03-1

Por Carlos Alberto Jr

IMG_1395-300x200“Mazagão – Mito, Memória e Migração” é o nome provisório do documentário que vai contar a história da origem do município de Mazagão, a 32 quilômetros de Macapá. O filme começou a ser gravado no dia 10 de janeiro, na Vila de Mazagão Velho. Em março, o cenário da obra será Marrocos, ao Norte do continente africano.

O projeto do documentário que vem sendo produzido desde 2002 pelo cineasta canadense Gavin Andrews foi aprovado no edital do Fundo Setorial de Cinema (FSA), da Agência Nacional de Cinema (ANCINE). O benefício é destinado a produções de documentários para TVs públicas e educativas brasileiras.

ajuda11O trabalho aborda a origem marroquina até a fundação da cidade de Mazagão Velho, destacando as manifestações culturais, os costumes, as tradições, a origem da Festa de São Tiago e o cotidiano do povo que vive no município amapaense.

A história será contata pela perspectiva de dois mazaganenses em um retorno inédito à terra dos seus ancestrais. Os protagonistas dessa história são Jozué Videira, de 48 anos, autônomo e agente cultural que mantém um ponto de cultura no quintal de casa; e Joseane Brito, de 29 anos, professora de história.

Gavin-04-300x200Para o produtor Thomé Azevedo, esse documentário vai ajudar na divulgação para o resto do Brasil dessa curiosa história de origem de uma cidade constituída através de outra. “Essa história é de interesse nacional, uma vez que o projeto foi aprovado por uma comissão julgadora de cineastas de todo o Brasil”, falou.

O documentário é realizado através da co-produção entre a Espaço Cinema, uma produtora independente de Porto Velho (RO) e a Castanha Filmes do Amapá. A equipe é composta por profissionais do segmento audiovisual amapaense, como Cassandra Oliveira, na co-direção; Ana Vidigal, na direção de produção; Aron Miranda, no som direto; e Thomé Azevedo, na assistência de produção.IMG_1499-1-300x200

As filmagens começaram durante a Festa de São Gonçalo, ocorrida no dia 10 de janeiro. Em março, a equipe segue para Marrocos, onde haverá a segunda etapa do projeto. As gravações vão encerrar durante as festividades de São Tiago, em julho. A pós-produção será realizada no Rio de Janeiro, e o filme, segundo Thomé, deverá ser lançado no fim de 2016, com a primeira exibição para a comunidade de Mazagão Velho.

Fonte: G1 Amapá

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*