‘É algo que faz diferença’, relata moradora de área de ponte em Macapá ao receber alimentos do Governo do Estado

O Governo do Amapá realizou a entrega de mais de 50 kits de alimentos para famílias afetadas pelas chuvas no bairro Pacoval, na Zona Norte de Macapá, na quinta-feira, 15. Cerca de 200 pessoas foram atendidas na ação. As equipes da Secretaria de Estado da Assistência Social (Seas) também realizaram o levantamento de outras residências afetadas pelos alagamentos registrados desde o último sábado, 10, na capital.

A dona de casa Valéria dos Santos, de 31 anos, mora com o esposo e filho na ponte da Avenida Maranhão, que fica na esquina com a ponte do Jasmim. Ela foi uma das beneficiadas com o kit de alimento entregue pelo Governo do Estado.

“Isso é algo que faz diferença, não só para mim, mas para outras pessoas que também sofreram com o alagamento. Foi bem difícil, a água entrou na minha casa, destruiu móveis, é algo que nos preocupa muito, principalmente com crianças em casa”, conta Valéria.

Na última quarta-feira, 14, as entregas aconteceram para 97 famílias dos bairros Nova Esperança e Muca. A ação faz parte de uma força-tarefa para garantir suporte à população atingida pelas fortes chuvas na capital amapaense.

As equipes estiveram presentes em três áreas de ponte avaliando a situação das famílias e realizando a busca ativa de casas ainda em situação de alagamento. Os kits são os trabalhos iniciais e as equipes ainda retornam às áreas para prosseguir com os serviços de assistência.

“Neste momento estamos entrando com o kit de alimentos, que é um alívio imediato, e depois retornamos com as demandas encaminhadas para habitação, programas sociais e outras demandas identificadas”, explica a coordenadora de Proteção Social da Seas, Margleide Alfaia.

Os kits trazem itens como arroz, feijão, macarrão, açúcar, entre outros itens da cesta básica, alimentos que fazem a diferença para a família do autônomo José Ribamar da Silva, de 41 anos, também atendida na ação. Morando há cerca de 20 anos na ponte da rua Piauí, a casa onde ele mora com a esposa e o filho está em risco, mas a preocupação principal era com o menino, de 3 anos, que estava sem comer. O kit de alimentos é o que vai auxiliar a família até o retorno das equipes nos próximos dias.

“Esse é um kit abençoado e que vai resolver a nossa situação nesse momento tão crítico, nosso filho tem alergia à lactose e só tínhamos um biscoito que ele não podia comer. Para nós, é gratificante receber uma ajuda como essa do Governo do Estado nesse momento difícil que a gente se encontra, por isso estou muito grato”, reforçou Silva.

Acolhimento às famílias

Desde sábado, 10, o Governo do Amapá trabalha no auxílio às famílias macapaenses atingidas por fenômenos naturais. Em um primeiro momento, o suporte foi garantido aos moradores da orla do Aturiá, que tiveram casas danificadas pela força do Rio Amazonas. Na terça-feira, 13, a força-tarefa foi intensificada diante das fortes chuvas que afetaram diversos pontos da cidade.

Diversos órgãos estaduais atuam para dar suporte às pessoas afetadas pelos alagamentos. Atualmente, a Escola Estadual Reinaldo Damasceno, na Zona Sul de Macapá, acolhe cerca de 100 famílias, que recebem suporte com colchões, alimentos e cuidados de saúde.

Em outra frente, o Governo do Estado presta apoio à Prefeitura de Macapá nas ações de limpeza e desobstrução de canais.

No caso de chuvas intensas, fique atento:

Evite permanecer em praças e em ambientes arborizados durante, ou logo após ventos fortes e chuva;
Evite estacionar veículos embaixo de árvores, especialmente as de grande porte, que oferecem maior risco;
Se observar alguma árvore que esteja aparentemente tombando, ou com uma inclinação acentuada, com galhos secos ou quebrados, acione imediatamente o Corpo de Bombeiros;
Nunca tente cortar ou retirar a árvore por conta própria, pois podem haver cabos de energia em meio a vegetação, com risco de choque elétrico.

A população pode solicitar ajuda nos seguintes números:

193 – Corpo de Bombeiros;
190 – Centro Integrado de Operações de Defesa Social (Ciodes).

Texto: Da redação.
Foto: Maksuel Martins/GEA
Secretaria de Estado da Comunicação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *