Eduardo Bolsonaro não merece que ninguém o desculpe

Vocês, se quiserem, acreditem e desculpem.
Vocês, se quiserem, acreditem que Eduardo Bolsonaro, o ex-quase futuro embaixador do Brasil nos EUA que fez estágio fritando hambúrguer no Maine, não quis dizer o que disse, quando mencionou a possibilidade de volta do AI-5, o ato institucional que estuprou de vez a Constituição pela ditadura militar inaugurada em 1964.
Vocês, se quiserem, desculpem Eduardo Bolsonaro, que pediu desculpas após receber conselhos de papai Jair, esse monumento vivo à democracia, que já ensinou aos filhotes o valor dos princípios da liberdade e da democracia desde quando eles eram pequeninos.
Vocês, se quiserem, acreditem e desculpem.
Mas eu não acredito em Eduardo Bolsonaro.
E nem o desculpo.
Esse campeão da democracia jamais diria o que disse, se o que disse não lhe falasse fundo na alma, na mente e no coração.
Então, atire-se seu pedido de desculpas no lixo.
E ele que pague pelo que disse.
Inclusive, se for o caso, enfrentando um processo no Conselho de Ética por quebra de decoro.

Fonte: Espaço Aberto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *