Égua-moleque-tu-é-doido! jornalista desabafa após internação da mãe em hospital: ‘faltam até luvas’

14520618_1166856950055775_1947824707371977815_n

Por Jéssica Alves

A jornalista amapaense Danielle Gonçalves, de 29 anos, utilizou a rede social Facebook para desabafar, na terça-feira (4), sobre a falta de remédios e materiais hospitalares no Hospital das Clínicas Alberto Lima (HCAL) em Macapá. A situação estaria dificultando a realização da cirurgia da mãe dela, que foi diagnosticada com aneurisma cerebral e de outros pacientes.

Segundo a jornalista, a mãe foi internada no dia 22 de setembro e até esta quarta-feira (5), estava aguardando a cirurgia. Mas, devido à falta de itens como algodão, esparadrapo, gaze, álcool, além de medicamentos, o processo não foi agendado.

“Ela está com uma doença grave, no entanto, mais grave ainda é a falta de medicamentos e materiais básicos como algodão, luvas, esparadrapo, compressas, entre outros”, disse a jornalista na postagem.

De acordo com Danielle, no dia 2 de setembro a mãe sentiu fortes dores na cabeça e procurou o Hospital de Emergências da cidade, onde ficou internada. Ao ser diagnosticada com aneurisma foi transferida para o HCAL, no dia 22, onde deveria agendar uma cirurgia.

dsc06314-1024x768

A jovem relata que a família chegou a solicitar o benefício do Programa do Tratamento Fora de Domicílio (PTFD), para que a paciente fosse transferida para a cidade de Curitiba, no Paraná. Mas, de acordo com Danielle, o neurologista que atendeu a paciente informou que a cirurgia poderia ser feita no Amapá.

Por causa dessa falta de materiais não foi possível agendar o procedimento. Minha mãe está na clinica cirúrgica aguardando atendimento e não é somente ela a prejudicada. Há pacientes que inclusive tiveram alta porque não havia material para realização das cirurgias“, disse Danielle ao G1.

A direção do HCAL não foi encontrada para falar sobre o assunto. A Secretaria de Estado de Saúde (Sesa) informou que está investigando a possível falta de remédios e materiais no hospital e que se pronunciaria por meio de nota, ainda nesta quarta-feira (5).

Fonte: G1 Amapá

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*