Em 70 anos pela segunda vez uma mulher é eleita presidente da Fenaj

mariajosefenaj

Jornalista Maria José Braga- Foto: Portal Imprensa

Por Alcinéa Cavalcante

Em 70 anos, pela segunda vez uma mulher vai presidir a Federação Nacional dos Jornalistas. A mineira Maria José Braga, atual vice-presidente, foi eleita presidente semana passada. Ela tomará posse durante o Congresso Nacional dos Jornalistas que será realizado no período de 25 a 28 de agosto em Goiânia.

Dos 31 sindicatos filiados à Fenaj apenas o do Amapá não participou da eleição. Esta é a primeira vez que o Amapá não participa desde que filiou-se. A presidente do Sindjor-AP, Denyse Quintas, disse ao blog que o Amapá ficou fora porque “o material da Fenaj não chegou em tempo hábil”.

Em todo o país, exceto no Amapá, apenas 3.997 jornalistas compareceram às urnas. “Os números baixos — para uma categoria profissional que reúne, em nosso país, dezenas de milhares de trabalhadores em atividade — refletem os níveis reduzidos de filiação aos sindicatos da categoria, agravados pelas demissões em massa ocorridas nos últimos anos. Além disso, ajudam a explicar a situação de fragilidade do movimento sindical dos jornalistas frente a um segmento patronal predatório – e muito influente do ponto de vista político- , constituído pelo oligopólio da mídia e por monopólios regionais e locais”, diz o jornalista Pedro Pomar, do Movimento Luta Fenaj, criado em 2004 pela oposição de esquerda.

Maria José foi eleita com 58,51% dos votos. A oposição – que apresentou como candidato Jonas Valente – teve 39,28%. “Este foi o melhor resultado obtido nas duas últimas décadas pela oposição, cuja votação tem crescido a cada pleito: de apenas 24% em 2007, subiu para 32% em 2010, alcançando 36% em 2013″, ressalta Pedro Pomar. Para Jonas Valente “o resultado mostrou que há uma parcela expressiva da categoria com sede de mudança”. Segundo ele, a chapa vencedora não apresentou propostas concretas para sair do imobilismo que vem marcando a Fenaj.

Seguiremos participando dos fóruns do movimento, propondo e cobrando que nossa federação responda efetivamente às demandas da categoria”, assegurou.

Maria José Braga é a segunda mulher eleita presidente da Fenaj. A primeira foi Elisabeth Villela da Costa (2001-2004). Beth, como é conhecida, faz parte dessa nova diretoria. Ela ocupará o cargo de secretária-geral.

A FENAJ foi fundada em 20 de setembro de 1946.

Fonte: blog da Alcinéa Cavalcante

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*