Em Fazendinha, Claudiomar Rosa reúne com empreendedores para discutir sobre a reforma do Balneário

Na última quarta-feira (3), a Prefeitura de Macapá assinou Ordem de Serviço (OS) que autoriza a reconstrução completa da Orla da Fazendinha, na Zona Sul da cidade. Na cerimônia foi apresentado o novo projeto arquitetônico do local.

A área total construída é de 7.351,35 metros quadrados. O investimento é de R$ 8.811.982.36 de Emenda Parlamentar do deputado Vinícius Gurgel, mais contrapartida do Tesouro Municipal.

A edificação será dividida em três etapas. Na primeira, haverá a construção de 11 quiosques; três banheiros; jardim; bancos; decks e píer de contemplação; estacionamento; paisagismo; calçamento com acessibilidade; drenagem profunda; alargamento da via e nova pavimentação asfáltica.

Segundo a Secretaria Municipal do Trabalho, Desenvolvimento Econômico e Inovação (Semtradi), “em paralelo à estruturação dos espaços para comercialização de alimentos, haverá locais alternativos para os empreendedores da região, no período de execução dos serviços”.

Todavia, a falta de informações detalhadas sobre essa reforma vem incomodando os Donos de Bares e Restaurantes do Balneário. Diante dessas incógnitas, o vereador Claudiomar Rosa (AVANTE) foi procurado para representar os trabalhadores junto à Prefeitura de Macapá para buscar as respostas para essas questões.

O parlamentar atendeu ao chamado e reuniu-se no último domingo (14) com os proprietários de bares e restaurantes que contaram das dúvidas e incertezas que permeava os trabalhadores. Diante desse contexto, Claudiomar fez uma ligação para o prefeito Antônio Furlan que prontamente atendeu a chamada. Após a ligação, o Prefeito Furlan enviou a secretária da SEMTRADI, Marciane Santos ao Balneário para conversar com a categoria.

Para a moradora e proprietária de empreendimento na Orla de Fazendinha Márcia Castro, “a reunião com a SEMTRADI, intermediada pelo vereador Claudiomar Rosa, teve bons frutos porque a gente pode ser ouvida pela Prefeitura que tiraram algumas dúvidas”, contou.

“Agradecemos ao vereador por mais uma vez atender ao nosso chamado e que diante da intervenção dele, nós fomos ouvidos pelos secretários do município e assim foram esclarecidas algumas dúvidas que até então não tínhamos respostas. O encontro foi muito produtivo. Agora, vamos fiscalizar para que a obra seja exatamente como foi colocada pela secretária”, disse Márcia.

Segundo Claudiomar, é importante saber quantas pessoas serão contempladas e quem ainda está fora para poder incluir no projeto. O vereador contou da importância desse diálogo entre a Prefeitura e os proprietários para que a reforma do Balneário ocorra da melhor forma possível: “O nosso trabalho é ouvir a comunidade, debater, intervir e interagir junto ao governo municipal e isso aconteceu quando o Prefeito Furlan atendeu a nossa ligação e enviou a secretária Marciane para responder os questionamentos pertinentes à reforma. A Prefeitura se comprometeu em não mexer com aqueles que estão trabalhando e causar menos impacto possível e fazer a obra até o Macapá Verão. Isso a gente vai cobrar, monitorar e exigir. É o nosso papel”, conclui Claudiomar.

Assessoria de comunicação do vereador Claudiomar Rosa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *