Em reunião histórica, governador Clécio Luís apresenta potencial econômico e social do Amapá para embaixadores de 38 países

À convite da Embaixada da Áustria, o governador Clécio Luís apresentou na quinta-feira, 25, em Brasília (DF), as potencialidades do Amapá na bioeconomia e os modelos de negócios inovadores e sustentáveis do estado para embaixadores de 38 países, em um encontro considerado histórico por reunir cerca de 20% das nações de diferentes partes do mundo, para ouvir o que o Amapá tem a dizer.

Embaixadores de países como Sérvia, Noruega, Macedônia do Norte, Suíça, Japão, Luxemburgo, Arábia Saudita, Marrocos, Espanha, Finlândia, Holanda, Dinamarca, Omã e Singapura, se mostraram surpresos com as iniciativas já implementadas pelo Governo do Estado e entusiasmados em conhecer o Amapá de perto.

“Quase 20% dos países do mundo conheceram um pouco mais sobre o nosso estado, e isso só foi possível com o esforço do embaixador austríaco Stefan Scholz, que visitou o Amapá no ano passado, conheceu as nossas iniciativas e se encantou. Desde então, ele vem sendo um dos entusiastas para mostrar a potência do manejo florestal que mantém a nossa floresta em pé”, ressaltou o governador Clécio Luís.

O manejo florestal do qual o governador se refere é o projeto sustentável de base comunitária da Associação dos Trabalhadores do Assentamento Agroextrativista do Maracá (Atexma), desenvolvido no município de Mazagão. O modelo é referência no Brasil e no mundo, porque o uso da floresta é feito de forma inteligente, por meio do estudo de quais árvores podem ser exploradas, e com responsabilidade social, oferecendo o “Bolsa Floresta” às famílias da região.

“Esse é um projeto inovador, capaz de mostrar que nós podemos unir conservação, gerar riqueza e dar dignidade para as pessoas que vivem na Amazônia. Nosso trabalho é de integração com o sustentável, o social e o econômico. É com honra que estou aqui hoje, podendo falar sobre esse projeto que beneficia diretamente mais de 1 mil famílias amapaenses. Ainda temos muito a fazer”, afirmou Welington Conci, diretor da TW Forest, empresa parceira das atividades de manejo no Maracá.

Com o território mais preservado do país, o Amapá é um dos estados que integram a Região Amazônica com o mais baixo índice de desmatamento, no entanto, também apresenta um dos menores indicadores sociais e econômicos do país.

Investimentos de países mais desenvolvidos, como os que estavam no encontro com o governador, auxiliam na preservação da floresta e no fortalecimento das políticas públicas que proporcionam mais dignidade para os povos da Amazônia.

“Mostramos que o Amapá quer continuar com os melhores indicadores ambientais do planeta, mas também quer um povo com desenvolvimento econômico sustentável. Que o mundo nos veja além da copa das árvores, porque aqui mora quase um milhão de pessoas, que trabalham e sonham com o direito a um futuro melhor”, pontuou Clécio.

Aos embaixadores, o governador também destacou outros aspectos do Amapá, a exemplo do status de carbono negativo e de ser a maior fronteira da Europa com a América Latina. Também foram citadas outras iniciativas que visam melhorar a vida dos amapaenses e de quem investe no estado. São projetos que foram apresentados, inclusive, na COP28, realizada em Dubai no ano passado.

Responsável por reunir os países, o embaixador austríaco Stefan Scholz, contou que visitou o Amapá em novembro de 2023 e se apaixonou. Ele estreitou laços com o Governo para buscar investimentos em prol do desenvolvimento socioeconômico e da preservação do meio ambiente do estado.

“O Amapá precisa de parcerias nacionais e internacionais. O Itamaraty sugeriu que eu explorasse um dos caminhos menos trilhados no Brasil e assim conheci o estado. Esta foi uma noite para interagir com o governador e os secretários. Que os embaixadores compartilhem as iniciativas com as comunidades empresariais, científicas e de pesquisa dos países, já que temos o caminho comum sendo trilhado para uma economia mais verde”, citou o embaixador.

Os diplomatas se admiraram com o que conheceram sobre o Amapá e demonstraram desejo de visitar as terras amapaenses e investir em projetos.

“A Suíça já é amiga do Amapá. Estou programando ir ao estado em março para conhecer de perto os projetos e as belezas de lá”, disse o embaixador da Suíça, Pietro Lazzeri, empolgado com a viagem.

Fabiana Figueiredo
Fotos: Fabiana Figueiredo e João Paulo Gonçalves/GEA
Secretaria de Estado da Comunicação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *