Engolir sapo é osso!

Por Elton Tavares
Cedo ou tarde, nossas vidas pessoais ou profissionais nos colocam em situações adversas. Nestes casos extremos, se não houver saída, precisamos “engolir sapos”, uma difícil tarefa, principalmente para pessoas de temperamento forte. Acostumamos-nos muito fácil com o que é bom, normal, não poderia ser diferente, mas ouvir calado e ser pressionado é osso.

Algumas pessoas demonstram tanto respeito por seus superiores que não sobra nada para si próprios, não sou assim, nunca fui e espero não acostumar com a idéia, seja na vida pessoal ou profissional, afinal, tento andar na linha, justamente para não levar sermão, principalmente na frente dos outros.  

É a velha história de dar um passo para trás, para depois dar dois para frente, talvez. Costumo agir com a razão, pois a emoção já me deu vários prejuízos. Não o caso de falar o que penso, mas realmente pensar. Sim, raciocinar, refletir em situações extremas é raro.

É fácil manipular gente que pensa que pensa. Os velhos repetidores, papagaios de ombro de pirata. É, se você não equilibrar a coisa, a relação se torna volátil, o velho papo dos dois famosos irmãos, o amor e ódio. Hoje aprendi uma nova lição, para permanecer estável, você precisa ser meio hipócrita. Já dizia Mark Twain: “Quem só tem martelo, pensa que tudo é prego”.

É como disseram os Titãs, muitos anos atrás, “Será que é disso que eu necessito?”. Resumindo, engolir sapo é osso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *