Entrando de sola – Balanço da rodada

Rodada marcada por clássicos só que nenhum deles foi mais surpreendente e emocionante quanto Cruzeiro e Atlético-MG, entende?

Só de o Obina fazer três já dá pra ver que a “trem” tava feio pro Cruzeiro. Galo subindo, raposa descendo. Fluminense e Corinthians agradecem. E pensar que o Washington reviveu bons momentos na Arena da Baixada.

Faltando apenas sete rodadas para o fim do Campeonato, só arrisco dizer que o Grêmio Prudente está rebaixado e que o Neymar ainda tem sete jogos para perder mais pênaltis.

Pelé marcou seu milésimo gol e ofereceu as criancinhas. Agora é isso que ele recebe em troca? Criança má, esse Neymar.

Jogos de sábado

Guarani 0 x 1 Atlético-GO: Tirando o “mela cueca” que o Dragrão ficou fazendo no fim do jogo pra cobrar o escanteio, até que foi merecido o resultado. Como os dois estão ameaçados, a coisa complicou para o Bugre. Sem Fabão e Mazola não deu e agora é brigar pra não cair.

Botafogo 1 x 0 Vitória: A vitória por 1 a 0 ficou barata para os baianos. Não sei o que acontece, mas se os companheiros soubessem tocar a bola para o Loco Abreu quando ele se posiciona livre o Botafogo podia estar melhor. O Jobson deu uma de Caio ontem e o que salvou foi o golaço de falta que nunca mais o Marcelo Cordeirinho faz.Se continuar nessa pegada o Vitória cai e o Bahia sobe.

Jogos de domingo

Atlético-PR 2 x 2 Fluminense: Washington lembrou os bons tempos de Furacão e resolveu acabar com esses nove jogos sem marcar. Pronto, foi lá e fez o dele… Contra, mas fez. E depois ainda tava lá querendo bater um pênalti aos 42 minutos do segundo tempo. Ainda bem que o Conca brigou, cobrou e fez, porque senão ele não poderia voltar para o Rio. Era faca na caveira na certa.

Pra melhorar, o Cruzeiro deu conta de perder para o Galo e o time Muricy voltou à liderança. Já o Atlético-PR vai continuar brigando pela vaga na Libertadores, mas não acredito nisso.

Corinthians 1 x 0 Palmeiras: Com o Felipão não sabendo se pensa só na Sulamericana ou toma um chimarrão, o Corinthians teve mais competência para sair com os três pontos. Mas teve sorte… Primeiro com o Bruno César chutando e a bola desviando e depois o goleiro Kuririn entrou em ação e evitou a única coisa que anda restando ao Palmeiras – as faltas de assunção. Vale ressaltar que o time do Parque São Jorge jogou com dois a menos (Iarley e Ronaldo) e o Palmeiras com apenas um (Tinga).

Goiás 1 x 0 Avaí: Dois times fadados ao rebaixamento e classificados na Sulamericana. Priorizar o quê agora? Claro, o Brasileiro. Mas essas partidas no meio de semana podem atrapalhar o sonho de permanecerem na 1ª Divisão. Pelo pênalti bobo, a derrota do Avaí pode ir pra conta do Marcão.

Ceará 2 x 0 São Paulo: Não acho humano se realizar um jogo em Ceará às 15h, já que lá não tem horário de verão. Agora quanto ao jogo, tomar gol de Magno Alves e daquele chorão lá… o Diego Sacoman, é de pedir uma cerveja no intervalo e nem voltar pro segundo tempo.

Vasco 1 x 1 Flamengo: Dos clássicos, o jogo só não foi mais sem graça que o Derby. Múúúúúúúúsica dos Trapalhões na vitrola e gol do Vasco. Cesinha agradece ao Didi – Welinton e ao Dedé – Juan. Mas o Vasco também tem o seu Dedé e esse é de verdade mesmo. Ele mostrou as doze travas da chuteira 41 para Willians e foi expulso.Com um a mais, Renato Abreu deixou tudo igual. Alerta vermelho ainda ligado na Gávea com o time a quatro pontos da zona.Se juntar Flamengo e Vasco não dá um Madureira.

Cruzeiro 3 x 4 Atlético-MG: É a zica estava com o Luxemburgo mesmo. Nada melhor para um atleticano que vencer o maior rival, tirá-lo da liderança e ainda sair do buraco. Tudo isso com direito a três gols de Obina num estádio repleto de cruzeirenses. Depois de bicar a Raposa o Galo passou aperto, mas soube se segurar. No último clássico da década em que o Atlético foi o saco de pancadas é como se o alivio desta rodada apagasse tudo

Vi por ai que se o Pelé é rei o Obina é um ás no poker e um zap no truco…Só para acabar. Caso seja atleticano – complete a música: “Dá dó de cruzeirense quando tromba com a gente…”.

Santos 2 x 3 Grêmio Prudente: Bela homenagem ao rei Pelé, hein Neymar? Setenta na camisa deve ser o número de pênaltis que o senhor vai perder num ano, né? Grêmio Prudente chegou aos 24 e matou o São Paulo de inveja.

Grêmio 2 x 2 Internacional: O Inter já desistiu do título faz tempo, mas mesmo assim atrapalhou que o Grêmio chegasse à quarta colocação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *