Envelheço na cidade

                                                                Por Elton Tavares

Hoje estou “de berço”, como dizem alguns, sim, é meu aniversário, viva eu! Agora falando sério, estou atravessando um bom momento, quieto, trabalhando, namorando e muito feliz. Afinal, é isso que importa no fim das contas, né não? É legal ter consciência que as coisas estão fluindo. Não que eu tenha virado um cidadão corretíssimo, ainda sou meio porra louca, mas mudei um bocado.

Nestes 34 anos, que por sinal foram muito bem vividos, meus maiores pecados foram a luxúria e a gula. Já provei poderosos venenos e doces antídotos, muitos amores, tristezas, emoções, enfim, experiências que forjaram este ser imperfeito e satisfeito consigo mesmo. Só não gosto do trecho musical que diz: “Eu não caibo mais nas roupas que eu cabia”.

É, olhando para trás, vejo que já toquei fogo em muitos circos, mas nem um palhaço morreu queimado. Nunca fui um modelo, sempre levei a fama daquela velha má companhia, mas confesso que estou muito melhor. Eu sou um dos mocinhos, apesar de muita gente pensar o contrário. Sim, foram muitos erros cometidos por ingenuidade, egoísmo e falta de responsa, mas sou outro cara, no campo pessoal e profissional.

Como dizem os velhos titãs: “Caras como eu estão tirando o pé, andando em marcha ré, com medo de entrar na contramão” ou o saudoso Raul Seixas: “Não quero mais andar na contramão” e etecétera e tal.

Para finalizar o post, o hino oitentista “Envelheço na cidade”, da banda Ira, porque, como eu já disse uma porrada de vezes, eu gosto é de rock and roll:
Envelheço Na Cidade – Composição: Edgard Scandurra

Mais um ano que se passa
Mais um ano sem você
Já não tenho a mesma idade
Envelheço na cidade
Essa vida é jogo rápido
Para mim ou pra você
Mais um ano que se passa
Eu não sei o que fazer
Juventude se abraça
Se une pra esquecer
Um feliz aniversário
Para mim ou pra você
Feliz aniversário
Envelheço na cidade
Feliz aniversário
Envelheço na cidade
Meus amigos, minha rua
As garotas da minha rua
Não sinto, não os tenho
Mais um ano sem você
As garotas desfilando
Os rapazes a beber
Já não tenho a mesma idade
Não pertenço a ninguém
Juventude se abraça
Se une pra esquecer
Um feliz aniversário
Para mim ou pra você
Feliz aniversário
Envelheço na cidade
Feliz aniversário
Envelheço na cidade
  • Avatar

    Elton, envelheces na cidade e envelheces bem. eu não esqueço, nem me abstenho, daquilo que vc semrpe representou pra mim, um irmão. eu te amo e parabéns.

  • Avatar

    Primeiramente PARABÉNS meu amigo! Tem uma época dessa sua “passagem” pelo tempo que não acompanhei que seria do final do segundo grau escolar até nos reecontrar-mos pelos “pisêros” de hoje que cada vez estão mais raros!
    O nosso glorioso C.A tem em sua memória um tempo que o tempo não equece: Os eventos promovidos e movidos bem aos nossos perfis rock punk oitentista como: Festival da canção; A semana Rui Barbosa, Feira de ciências…entre outros. Isso sem falar no “te pego lá fora” com aquela turma da pesada: “Bibelô”, “Téo”, “Bichuga”…rrrs e aqueles nem tão pesados assim como: Marruá, milhele e outros que vez ou outra se pegavam na porrada…claro que era no mano a mano rssr…
    Independente do tempo decorrido de 34, 35anos …o que vale ressaltar é que nada mudou na relação entre amigos “daquela época do C.A.”.
    Hoje Tu és um jornalista respeitado adimirado pela dedicação e que com certeza tem seus inimigos ou simpatizantes, eu um policial…sem comentários rsrs. Mas isso não alterou em POORRA NENHUMA sua pessoa ou a minha! Valeu meu irmão e PARABÉNS novamente!
    Se tu não tivesse postado “Envelheço na cidade” eu postaria, mas vou dar uma variada com Vinicius de Moraes em “Como dizia o poeta”:

    Quem já passou por essa vida e não viveu

    Pode ser mais, mas sabe menos do que eu

    Porque a vida só se dá pra quem se deu

    Pra quem amou, pra quem chorou, pra quem sofreu

    Ah, quem nunca curtiu uma paixão nunca vai ter
    nada, não

    Não há mal pior do que a descrença

    Mesmo o amor que não compensa é melhor que a solidão

    Abre os teus braços, meu irmão, deixa cair

    Pra que somar se a gente pode dividir

    Eu francamente já não quero nem saber

    De quem não vai porque tem medo de sofrer

    Ai de quem não rasga o coração, esse não vai ter perdão

    Quem nunca curtiu uma paixão, nunca vai ter nada, não

  • Avatar

    Meu amigo,irmão,minha versão masculina…rs
    Te desejo não só hoje mas todos os dias da tua vida,muitas felicidades,saúde,paz,amor,amigos sempre,sucesso,equilíbrio nas situações difíceis,otimismo,sorrisos e gargalhadas…
    Desejo que sejas muito muito feliz,que sonhos sejam realizados,metas e objetivos alcançados.
    Desejo tudo isso e muito mais pra ti porque, cara, apesar de não estar aí e nem falar constantemente contigo,sinto muito tua falta(e não imaginas o quanto)…te amo verdadeiramente como um irmão deve amar o outro.
    Espero que em breve possamos nos encontrar.
    Feliz Aniversário,Preto!
    Te amo
    Rita Freire
    PS:liguei pro teu cel e só dá desligado,mudou??

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *