Escritor e professor paraense radicado no Amapá, Marven Junius Franklin, está entre os finalistas do Prêmio Off Flip 2021

Com um texto inédito, o escritor e professor paraense radicado no Amapá Marven Junius Franklin é um dos finalistas na categoria Poesia, do Prêmio Off Flip 2021, um dos eventos de literatura mais badalados da língua lusófona.

Morando em Tartarugalzinho, a 300 km de Macapá, Marven, que trabalha na rede municipal de ensino, escreve desde criança e, em 2018, lançou seu primeiro livro, Rio Oiapoque [in blues]. O escritor, vencedor de vários prêmios literários, já realizou publicações em antologias, sites e revistas de literatura nacionais e internacionais.

O Prêmio Off Flip, além de dar visibilidade a novos autores de talento e incentivar a criação de literatura em língua portuguesa, também proporciona a participação dos vencedores na Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), que tem ampla projeção nacional e internacional e está prevista para acontecer em julho.

Os finalistas estarão concorrendo aos primeiros lugares em Contos, crônicas e poemas que foram avaliados por uma curadoria indicada pela editora e os textos selecionados serão publicados em coletâneas colaborativas, com ampla variedade temática, estilística e formal. Haverá ainda premiação e os autores vencedores serão contemplados com 20 mil reais, assinaturas do Jornal Rascunho e do Clube Realejo, cota de livros do Selo Off Flip, mentoria e bolsa de criação literária.

O lançamento das coletâneas será no Centro Cultural Sesc Paraty durante a FLIP – Festa Literária Internacional de Paraty, prevista para julho de 2021.

Feliz pela oportunidade e uma homenagem que a literatura faz a minha esposa Natalina Ribeiro que fez a revisão do poema. Onde ela estiver, tenho certeza que está feliz, afirma o Poeta, que perdeu sua companheira para a leucemia aguda em fevereiro passado.

  • Avatar

    Bela e merecida homenagem. Marven Junius Frankin é um dos mais talentosos poeta, escritor, contista e cronista que conheci nos últimos tempos. Sua escrita é um “festa de imagens” Seus versos são como águas líricas represadas nos remansos do Rio Oiapoque. Estilo cativante, riquíssimo vocabulário. Cada poema é um obra de arte. Tanto pela formatação, estilo, como pela inspiração e conteúdo. Este prêmio é, sem dúvida, mais um etapa percorrida para a frente e para o alto, no caminho de sua arte. Meus aplausos a todos.

  • Avatar

    Merecido Professor Marvin ficar na final ,seus escritos promovem profunda refleçao ao leitor ,parabéns! Vença e ganhe o prêmio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *